Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Sobe para 39 número de mortos na Venezuela

Em nota à imprensa, o Ministério Público informou que ambas as mortes serão investigadas

Duas pessoas morreram neste sábado durante os protestos contra o presidente venezuelano Nicolás Maduro, nas cidades de San Cristóbale Maracaibo, informou Miguel Rodríguez, ministro do Interior. Até agora, os confrontos contra as forças de segurança e milícias pró-governo causaram 39 mortes.

Segundo Rodríguez, depois que policiais retiraram os escombros que bloqueavam uma rua de San Cristóbal, cidade berço das manifestações, três pessoas derrubaram um outdoor para voltar a fechar a via.

Leia também

Prefeito venezuelano preso denuncia governo Maduro em carta

Chanceleres da Unasul fazem recomendações a Maduro

Maduro: três generais foram presos por planejar golpe

“Esse painel encostou em um cabo de alta tensão, e o cabo de alta tensão alcançou Franklin Alberto Romero Moncada, um empresário de 44 anos, que morreu eletrocutado na hora”, declarou o ministro ao canal estatal VTV, acrescentando que duas pessoas ficaram feridas, entre elas uma menor de idade.

Já em Maracaibo, o “cidadão Roberto Luis Annese, de 33 anos, morreu, quando manipulava uma arma de fabricação caseira”. afirmou Rodríguez. “Enquanto fazia uso desse lançador de morteiro, o artefato explodiu”. Em nota à imprensa, o Ministério Público informou que ambas as mortes serão investigadas.

Os protestos na Venezuela já duram quase três meses. Esta semana, uma missão da União das Nações Sul-Americanas (Unasul) esteve no país para tentar mediar um diálogo entre governo e oposição.

(Com agência France-Presse)