Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Sobe nº de mortos em avalanche na Itália; 6 estão desaparecidos

Socorristas retiraram mais cinco corpos do local da tragédia, elevando para 23 o número de vítimas fatais

Membros da equipe de resgate retiraram mais cinco corpos dos destroços de um hotel em Farindola, na região central da Itália, devastado por uma avalanche há uma semana, aumentando o número de mortos para 23, informou nesta quarta-feira a brigada nacional de incêndio.

Seis pessoas ainda estão desaparecidas.

Onze hóspedes e funcionários do Hotel Rigopiano sobreviveram ao desastre. O último deles foi retirado dos destroços do spa de luxo no sábado e, com o passar do tempo, as esperanças de encontrar novos sobreviventes estão se dissipando.

Procuradores em Pescara, cidade próxima ao local, abriram uma investigação por homicídio culposo, quando não há intenção de matar, sobre a avalanche do dia 18 de janeiro no parque nacional Gran Sasso, que aconteceu após fortes nevascas e terremotos.

Muitos hóspedes do hotel queriam voltar para casa, mas não conseguiram sair porque a estrada de acesso estava bloqueada por neve.

Nessa terça-feira, a queda de um helicóptero dos serviços de socorro que trabalhava no resgate de um ferido em uma pista de esqui em um resort de Campo Felice, a 120 quilômetros de Roma, centro da Itália, deixou seis mortos. A equipe não integrava o time de socorristas designados para atender vítimas do terremoto e avalanche no hotel em Farindola.

Helicóptero aparece destruido após acidente nas montanhas, na Itália Helicóptero de socorristas sofre acidente na Itália

Helicóptero de socorristas sofre acidente na Itália (Filippo Monteforte/AFP)

(Com Reuters)