Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Site da Malaysia Airlines é alvo de ataque do ‘Cyber Califado’

Segundo a companhia, dados e reservas dos passageiros não foram afetados

Por Da Redação 26 jan 2015, 08h09

Um grupo que se autodenomina ‘Cyber Califado Oficial’ reivindicou nesta segunda-feira ter sido o responsável pela invasão do site oficial da companhia aérea Malaysia Airlines, mas a empresa afirmou que seus servidores permaneceram intactos e que as reservas e dados dos passageiros não foram afetados. O site já voltou ao seu funcionamento normal.

O site http://www.malaysiaairlines.com durante algumas horas, mostrava uma fotografia de um lagarto com uma cartola, monóculo e smoking, com as mensagens “404 – Avião Não Encontrado” e “Invadido por Lizard Squad [esquadrão lagarto] – Cyber Califado Oficial”. Uma canção rap podia ser ouvida. Em um comunicado, a Malaysia Airlines informou que o site não foi hackeado, mas que os usuários foram redirecionados para um site pirata.

Leia também

Páginas do comando militar dos EUA são hackeadas

Mergulhadores recuperam corpos perto de fuselagem de avião da AirAsia

A mídia malaia relatou que o site hackeado chegou a exibir por um tempo as palavras “Isis prevalecerá”. Isis é uma das siglas pelas quais o grupo jihadista Estado Islâmico, que proclamou um califado após ocupar territórios no Iraque e na Síria, é conhecido. A Malaysia Airlines perdeu dois voos no ano passado. O voo MH370 desapareceu em março passado com 239 passageiros e tripulantes a bordo. Já o voo MH17 foi abatido quando voava sobre a Ucrânia em 17 de julho, matando todos os 298 passageiros e tripulantes.

(Com agência Reuters)

Continua após a publicidade

Publicidade