Clique e assine com até 92% de desconto

Síria: forças de segurança matam 22 manifestantes

Por - 6 ago 2011, 10h22

As forças de segurança sírias mataram 22 manifestantes na sexta-feira, informou neste sábado Abdel Karim Rihaui, presidente da Liga Síria de Direitos Humanos.

“Foram 22 mortos na sexta-feira; 15 nos protestos realizados durante o dia e outras sete à noite, nas manifestações após a oração do Tarawih”, afirmou Rihaui, acrescentando que dezenas ficaram feridos, muitos em estado grave.

Milhares de sírios saíram às ruas na primeira sexta-feira do sagrado mês do Ramadã, pedindo o apoio da comunidade internacional.

Os manifestantes lançaram, como todas as sextas-feiras, um chamado aos protestos na página do Facebook “Syrian Revolution 2011”. O texto trazia a questão: “Deus está conosco, e você?”.

Durante os protestos, os manifestantes lembraram das vítimas do último domingo em Hama, cidade reduto dos rebeldes, onde mais de 100 pessoas morreram em uma violenta ofensiva do Exército.

De acordo com o Observatório Sírio dos Direitos Humanos, 2.038 pessoas, incluindo 389 militares e agentes de segurança, morreram na Síria desde o início da revolta no país, em 15 de março. As autoridades atribuem os distúrbios a “grupos terroristas armados”.

Continua após a publicidade
Publicidade