Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Síria e ONU fecham acordo para saída de civis de Homs

Cerca de 3.000 pessoas estão sitiadas e sem acesso a comidas e remédios

Autoridades sírias e as Nações Unidas concluíram um acordo para a saída de civis dos bairros rebeldes de Homs, sitiados pelo exército há mais de 600 dias, informou o governador local, Talal Barazi. “Alcançamos um acordo com a ONU para garantir a saída iminente dos civis dos bairros antigos de Homs”, declarou Barazi, citado pela agência estatal Sana.

Os bairros controlados pelos rebeldes estão desde junho de 2012 sob o cerco do exército, que os bombardeia regularmente. De acordo com o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH), cerca de 3.000 pessoas estão presas em Homs, e alimentos e suprimentos médicos estão esgotados.

Leia também

Líder da oposição síria visita Moscou para pressionar Assad

Rodada de negociação de paz na Síria termina em impasse

ONG acusa regime sírio de destruir casas para punir moradores

Durante as negociações de paz em Genebra no final de janeiro, o mediador Lakhdar Brahimi anunciou que tinha obtido do regime o compromisso de que deixaria os civis sitiados saírem do local. Mas o anúncio foi recebido com ceticismo entre os rebeldes de Homs, onde a oposição ao ditador Bashar Assad exige garantias de que os civis não serão detidos ao deixarem a cidade. Desde então, os dois lados em confronto têm se acusado mutuamente de bloquear este processo.

Em quase três anos de duração, os conflitos na Síria entre as forças de Assad e os rebeldes opositores já mataram mais de 130.000 pessoas e provocaram o êxodo de mais de 2,4 milhões de refugiados.

(Com agência EFE)