Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Síria: ditador responsabiliza Turquia pela crise no país

Bashar Assad afirmou que o governo turco tem ‘responsabilidade direta’ pelas mortes no conflito interno. Turquia propôs a criação de uma 'zona segura'

Por Da Redação 29 ago 2012, 18h45

O ditador sírio Bashar Assad culpou o governo turco nesta quarta-feira pela guerra civil no país, que se estende há mais de 17 meses. “A Turquia tem responsabilidade direta pelo sangue que está sendo derramado na Síria“, disse Assad à emissora de TV local Al Dunia, que apoia seu regime.

Entenda o caso

  1. • Na onda da Primavera Árabe, que teve início na Tunísia, sírios saíram às ruas em 15 de março de 2011 para protestar contra o regime de Bashar Assad.
  2. • Desde então, os rebeldes sofrem violenta repressão pelas forças de segurança, que já mataram milhares de pessoas no país.
  3. • A ONU alerta que a situação humanitária é crítica e investiga denúncias de crimes contra a humanidade por parte do regime.

Leia mais no Tema ‘Guerra Civil na Síria’

A Turquia mantinha boas relações com Assad, mas se voltou contra ele depois da violenta resposta ao levante. O primeiro-ministro turco, Tayyip Erdogan, se tornou um dos mais duros críticos de Assad e apontou a possibilidade de uma intervenção militar na Síria se os rebeldes curdos se tornassem uma ameaça.

Leia também:

Associação apresenta denúncia contra Assad por tortura

O ditador aproveitou a exposição para ridicularizar as deserções de políticos e militares de alto escalão, que sacudiram seu regime nos últimos meses. “Os patriotas e as pessoas de bem não fogem, não abandonam a pátria. Finalmente esta operação é positiva, é uma operação de autolimpeza do Estado, em primeiro lugar, e da nação em geral”, ironizou Assad.

A ONU afirmou, na terça-feira, que o número de sírios que fugiram para os países vizinhos ultrapassou as projeções e que mais de 200.000 sírios podem fugir para a Turquia caso o conflito piore.

(Com agências Reuters e France-Presse)

Continua após a publicidade
Publicidade