Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Sindicalistas opositores bloqueiam acessos à capital argentina

Sindicalistas opositores à presidente Cristina Kirchner bloquearam nesta sexta-feira vários acessos a Buenos Aires e organizaram cerca de 100 piquetes durante um dia de protestos para exigir melhoras salariais.

As mobilizações e bloqueios se dirigiam para a histórica Praça de Maio, diante da sede do Governo, organizados por uma ala dissidente da minoritária Centra de Trabalhadores Argentinos (CTA), que reúne funcionários estatais e pequenos sindicatos, para reclamar a eliminação de encargos trabalhistas.

A maior central operária é a peronista Confederação Geral do Trabalho (CGT), com 8 milhões de afiliados e que se encontra num processo de debate interno para definir sua postura frente à presidente Cristina Kirchner.