Clique e assine a partir de 9,90/mês

Seul promete ‘resposta armada’ a eventual ataque do norte

Coreia do Sul respondeu à ameaça rival de anular o armistício entre as nações

Por Da Redação - 6 mar 2013, 06h36

Vítima do discurso belicista da Coreia do Norte, a vizinha do sul ameaçou mobilizar o exército e reagir caso Pyongyang continue com suas seguidas provocações.

“Se a Coreia do Norte colocar em risco as vidas e a segurança dos sul-coreanos, nosso exército contra-atacará com dureza e severidade”, indicaram as Forças Armadas da Coreia do Sul em um comunicado. O texto acrescenta que o exército do país está “completamente preparado” para produzir uma resposta armada perante uma eventual agressão do regime de Kim Jong-un.

Leia também:

Pyongyang ameaça anular armistício assinado após guerra

Continua após a publicidade

Presidente sul-coreana promete tolerância zero a provocações

Tensão – O pronunciamento das forças militares de Seul são um reflexo do aumento das tensões entre as duas Coreias, agravadas desde a realização do terceiro teste nuclear do regime de Pyongyang, no mês passado. Em um novo capítulo da animosidade, a Coreia do Norte ameaçou nesta segunda anular o acordo de cessar-fogo que deu fim ao conflito entre os dois países, travado entre 1950 e 1953.

A provocação norte-coreana acontece em meio a novas tentativas dos Estados Unidos — desta vez com o apoio da China e da Rússia — para frear o programa de desenvolvimento de armas de Pyongyang com novas sanções no Conselho de Segurança da ONU.

Além disso, as ameaças do regime de Kim Jong-un também são motivadas pela proximidade da data de início do exercício militar anual realizado entre Seul e Washington, agendado para começar no dia 11. “A Coreia do Norte já foi avisada de que as manobras entre Coreia do Sul e Estados Unidos são de natureza defensiva”, argumenta o comunicado das Forças Armadas sul-coreanas.

Continua após a publicidade

(Com agência EFE)

Publicidade