Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Serviços secretos israelenses emitem alerta generalizado de atentados

Jerusalém, 17 fev (EFE).- Os serviços secretos israelenses e o escritório de luta antiterrorista emitiram nesta sexta-feira um alerta generalizado de atentados e advertiram a população a agir com cautela em qualquer lugar do mundo.

O alerta foi divulgado por conta de informações recolhidas nos interrogatórios de vários suspeitos detidos em Bangcoc e Nova Délhi, informou a edição eletrônica do jornal ‘Yedioth Ahronoth’.

‘É importante que todos saibam que estamos diante de uma série de atentados’, disse uma fonte dos serviços secretos ao jornal.

Em Nova Délhi, a mulher de um diplomata israelense ficou ferida no início desta semana em um atentado com bomba contra seu carro, enquanto em Bangcoc o ataque foi evitado pelos serviços de segurança após a explosão de um artefato na casa que dois suspeitos tinham alugado.

Também foi registrada outra tentativa de atentado em Tbilisi, capital da Geórgia, onde o motorista do embaixador israelense percebeu que havia um objeto suspeito encostado no carro.

Israel acusa o Irã e o movimento libanês Hisbolá de estarem por trás desses ataques e de outras tentativas de atentados perpetradas no mês passado, mas Teerã negou participação nesses incidentes.

Segundo fontes de segurança israelenses, as bombas foram fabricadas no mesmo laboratório de Teerã e dois dos detidos em Bangcoc são de nacionalidade iraniana.

O escritório de luta antiterrorista, responsável por emitir esse tipo de alerta, não mencionou nenhum país em especial e pediu a todos os israelenses no exterior que não toquem em objetos suspeitos, não aceitem nada de desconhecidos e estejam atentos às instruções dos organismos de segurança locais.

O alerta também foi dirigido a organizações judaicas no mundo inteiro. Na quarta-feira, o governo dos Estados Unidos pediu aos grupos judeus em todo o país que adotem medidas de segurança. EFE