Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Senador do Haiti atira contra manifestantes e alega legítima defesa

Duas pessoas ficaram feridas após Jean Marie Ralph Féthière abrir fogo em frente ao parlamento do país

Membro do partido governista do Haiti, o senador Jean Marie Ralph Féthière abriu fogo contra manifestantes que protestavam na frente do parlamento do país, nesta segunda-feira 23. Segundo a imprensa local, duas pessoas ficaram feridas: o fotojornalista Chery Dieu-Nalio – atingido por estilhaços – e um segurança do Senado, identificado como León Leblanc.

Féthière alegou ter utilizado a arma em legítima defesa contra os manifestantes que estavam nos arredores do Senado no dia da sessão de confirmação do novo primeiro-ministro do país, Fritz William Michel.

“Fui atacado por indivíduos armados. Tentaram me tirar do me carro. Me defendi. A legítima defesa é um direito sagrado”, disse Fethière em entrevista a uma rádio local.

Atingido no queixo por estilhaços de bala, o fotojornalista Chery Dieu-Nalio comentou o incidente.

“O senador Jean Marie Ralph Fethière estava saindo do seu carro e os militantes o seguiram. Ele ficou nervoso, entrou no carro, saiu e começou a atirar para todos os lados. Todos os lados. Com uma 9 milímetros”, disse Dieu-Nalio, que trabalha para a agência Associated Press desde 2010.

Os estilhaços ainda estão no queixo de Dieu-Nailo. A operação para retirá-los está marcada para ocorrer na quarta-feira. “Me disseram que não corro grande risco, mas temem que possa ter uma infecção. Acho que foi estar melhor em breve”, afirmou.

Não há informações sobre o estado de saúde do outro ferido.

Os protestos ocorreram no dia em que o Senado confirmaria a indicação de Michel para o cargo de primeiro-ministro. Ele foi nomeado no último dia 22 de julho pelo presidente do país, Jovenel Moise. A escolha já passou pela Câmara dos Deputados, mas falta o sinal verde dos senadores para tomar posse.

(Com EFE)