Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Senador democrata negro anuncia pré-candidatura às eleições de 2020

Cory Booker, de Nova Jersey, tem apoio de movimentos sociais e quer restringir posse de armas, ampliar serviços de saúde e legalizar a maconha

O senador do Partido Democrata Cory Booker anunciou nesta sexta-feira, 1, sua pré-candidatura para as eleições presidenciais de 2020 nos Estados Unidos. Booker, que é negro e tem 49 anos, representa o estado de Nova Jersey desde 2013. Com seu anúncio, a legenda totaliza oito pré-candidatos progressistas na disputa pelo posto de concorrente à Casa Branca.

Do lado republicano, presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, reforçou nesta sexta-feira que será candidato à reeleição. Mas terá de disputar as primárias de seu partido com pelo menos um candidato, o ex-deputado John Delaney, de Maryland. 

“Juntos, canalizaremos nossas dores comuns em propósitos comum”, afirmou Booker no vídeo de lançamento da sua campanha. “Juntos, nos levantaremos”, completou, com seu provável slogan na disputa de 2020.

Espera-se que nas próximas semanas Booker inicie uma campanha pelos estados de New Hampshire, Iowa e Carolina do Sul, onde serão realizadas as primeiras primárias para escolher o candidato democrata, daqui a dois anos.

“Acredito que podemos construir um país onde ninguém seja esquecido, ninguém seja deixado para trás (…) Onde vejamos as caras de nossos líderes na televisão e sintamos orgulho, não vergonha”, ressaltou.

Logo após divulgar o vídeo de lançamento de sua campanha, Booker concedeu entrevistas a diversos programas de televisão e rádio americanos, todos com apresentadores negros ou latino-americanos.

Eleito primeiro senador negro por Nova Jersey, Booker quer ser também o segundo presidente afro-americano da história dos Estados Unidos, depois do também democrata Barack Obama. Sua campanha se baseia no apoio a movimentos sociais, na reforma no sistema judicial, no reforço da legislação de controle de armas, nos serviços de saúde mais acessíveis e na legalização da maconha.

Booker foi considerado possível candidato à vice-presidência em 2016, ao lado da então candidata democrata Hillary Clinton. Ele se soma à disputa de seu partido, assim como as senadoras como Elizabeth Warren, Kamala Harris e Kirsten Gillibrand e o ex-secretário de Habitação, Julián Castro.

Outras figuras democratas sobre as quais especula-se a possível candidatura são o também senador independente Bernie Sanders, o principal rival de Clinton nas primárias democratas de 2016, o ex-vice-presidente Joe Biden e o ex-congressista pelo Texas Beto O’Rourke.

O ganhador das primárias democratas enfrentará previsivelmente Trump, que já anunciou a intenção de tentar a reeleição e até agora não tem nenhum concorrente forte para as primárias do Partido Republicano.

(Com EFE)