Clique e assine a partir de 9,90/mês

Senado dos EUA confirma ex-chefe da CIA como Secretário de Estado

Mike Pompeo é conhecido por sua linha dura, posições ultraconservadoras e visão agressiva da política externa

Por Da redação - 26 abr 2018, 17h32

O Senado dos Estados Unidos confirmou nesta quinta-feira (27) o nome de Mike Pompeo, que até agora ocupava o posto de chefe da Agência Central de Inteligência (CIA), como novo secretário de Estado.

Com 57 votos a favor e 42 contra, o ultraconservador Pompeo passa a dirigir a política externa do presidente Donald Trump após a demissão de Rex Tillerson, em março.

O resultado de Pompeo é o segundo pior já obtido por um candidato a secretário de Estado nos últimos 50 anos. O recorde que pertence a seu antecessor, Rex Tillerson, que foi confirmado em fevereiro de 2017 por 56 votos a favor e 43 contra.

Os contrários à nomeação de Pompeo indicaram sua linha dura, suas posições ultraconservadoras em temas como o casamento entre homossexuais e, em geral, uma visão da política externa muito similar à de Trump: mais agressiva do que diplomática.

Continua após a publicidade

No entanto, era esperado que o plenário do Senado confirmasse o ex-chefe da CIA no cargo porque três legisladores democratas tinham anunciado que votariam a seu favor. São os senadores Heidi Heitkamp, de Dakota do Norte; Joe Manchin, da Virgínia Ocidental, e Joe Donnelly, de Indiana.

Os republicanos têm uma maioria apertada no Senado (51-49), mas o apoio dos três democratas garantiu a confirmação de Pompeo.

A oposição foi muito crítica com Pompeo durante o debate de sua ratificação, sobretudo por temer que, ao invés de conter os impulsos de Trump, o novo secretário encoraje seus instintos mais beligerantes e menos diplomáticos.

Os opositores também lembraram uma polêmica que perseguiu Pompeu quando foi nomeado como chefe da CIA. Ele havia acusado os líderes das comunidades muçulmanas dos EUA de serem “cúmplices potenciais” de terrorismo por seu suposto “silêncio” diante dos atentados no país.

Continua após a publicidade

Primeira viagem

Pompeo estreará no cargo com uma viagem a Bruxelas, Arábia Saudita, Israel e Jordânia entre esta quinta-feira e a próxima segunda.

Pouco depois de ser confirmado no Senado, o Departamento de Estado anunciou em comunicado que ele participará amanhã da reunião de ministros de Relações Exteriores da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), em Bruxelas. Depois, viajará para o Oriente Médio para se reunir com autoridades de Arábia Saudita, Israel e Jordânia, com o objetivo de abordar “assuntos regionais e bilaterais críticos”.

“Nenhum secretário de Estado na história moderna viajou em tão pouco tempo depois de ser confirmado. Já estamos no avião preparados para ir à Otan, Arábia Saudita, Israel e Jordânia”, indicou a porta-voz diplomática, Heather Nauert, em sua conta no Twitter.

(Com EFE)

Publicidade