Clique e assine a partir de 9,90/mês

Sem a Polônia, UE aprova compromisso para neutralizar carbono até 2050

Negociações para a aprovação do compromisso demoraram quase 9 horas

Por EFE - 13 dez 2019, 01h14

Com exceção da Polônia, os líderes da União Europeia (UE) aprovaram nesta quinta-feira o compromisso de neutralizar as emissões de carbono do bloco até 2050.

“Acordo para a neutralidade climática em 2050. O Conselho Europeu consegue um acordo neste importante objetivo”, escreveu no Twitter o presidente do órgão, Charles Michel, sem citar a discordância dos poloneses.

Minutos depois da publicação da mensagem na rede social, Michel fez uma declaração aos jornalistas que acompanhavam a reunião e, sem responder perguntas, anunciou que a Polônia não fazia parte do acordo.

A ausência sugere que o pacto não é legalmente vinculante, ou seja, trata-se apenas de um compromisso assumido pelos integrantes do bloco, que pode ou não ser cumprido até a data prevista.

Continua após a publicidade

As negociações para a aprovação do compromisso demoraram quase 9 horas. O principal entrave era a Polônia, que acabou de fora do acordo, como reconheceu o presidente do Conselho Europeu na declaração após a conclusão da reunião.

“Para um país-membro é necessário mais tempo antes da implementação deste objetivo e poderemos voltar ao tema deste país em junho de 2020”, disse o ex-primeiro-ministro da Bélgica, sem citar diretamente o governo da Polônia.

O objetivo de Michel e da nova presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, era firmar o compromisso por unanimidade.

Em junho deste ano, a própria Polônia, com apoio de Hungria, República Tcheca e Estônia, já havia bloqueado a tentativa do bloco europeu de neutralizar as emissões de carbono até 2050.

Publicidade