Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Seis homens se apresentam à justiça por suposto plano de atentado

Seis supostos militantes islamitas se apresentaram nesta segunda-feira a um tribunal de Londres por várias acusações relacionadas a um suposto complô para cometer um atentado suicida no Reino Unido.

A juíza encarregada do caso determinou que os seis homens, que têm passaporte britânico, deverão permanecer presos pelo menos até 21 de outubro, em sua apresentação na Corte de Magistrados do Oeste de Londres, uma semana depois de terem sido detidos em uma operação realizada na cidade de Birmingham (centro da Inglaterra).

Irfan Nasser, de 30 anos, Irfan Khalid, de 26, Ashik Ali, de 26 e Rahin Ahmed, de 25, que compareceram ao tribunal totalmente vestidos de preto e usando longas barbas, são acusados de “participar de preparativos de atos terroristas”.

Nasser, Khalid e Ali também são acusados de “planejar uma campanha de atentados a bomba” e de terem “manifestado a intenção de se tornar terroristas suicidas”, assim como de fabricar ou ajudar a fabricar uma bomba caseira, arrecadar dinheiro e recrutar “com fins terroristas”, segundo a ata de acusação.

A promotoria alega ainda que Nasser e Khalid viajaram ao Paquistão para treinar pessoas na produção de bombas e no uso de armas.

Já Ahmed é acusado de ajudar outros presos a viajarem ao mesmo país para receber treinamento e “investir e administrar dinheiro para atos terroristas”.

Os outros dois presos – Mohammed Rizwan, de 32 anos, e Bahader Ali, de 28 – se apresentaram à mesma corte em uma audiência em separado, acusados principalmente de omitir informações sobre uma ação terrorista.

Ambos deverão permanecer presos até sua próxima apresentação, em 24 de outubro.