Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Seguindo Itália, Alemanha analisa bloquear ChatGPT no país

Autoridades italianas ordenaram banimento na semana passada por descumprimento de leis locais de proteção de dados

Por Da Redação
3 abr 2023, 14h38

Seguindo os passos da Itália, a Alemanha pode bloquear o ChatGPT por questões de segurança dos usuários, de acordo com o comissário alemão para proteção de dados, Ulrich Kelber. As informações foram divulgadas pelo jornal Handelsblatt nesta segunda-feira, 3.

Na última semana, a OpenAI, desenvolvedora do aplicativo, interrompeu o funcionamento do ChatGPT em território italiano. A decisão da empresa partiu de uma investigação local após o vazamento dos dados. As autoridades também acusam a empresa americana de não verificar a idade dos usuários, que deveria ser de 13 anos ou mais.

+ Itália bloqueia ChatGPT por violação de lei de proteção de dados pessoais

Durante nove horas, nomes e sobrenomes, endereços de cobrança, tipos de cartão, datas de validade do cartão de crédito e os últimos quatro dígitos dos números ficaram disponíveis para outros usuários do aplicativo, segundo a empresa.

Após a brecha de segurança, o comissário alemão entrou em contato com as autoridades italianas para analisar as motivações por trás da proibição. A desconfiança também alcançou vigilantes de dados da França e da Irlanda. A Comissão de Proteção de Dados irlandesa é a principal reguladora da União Europeia para grandes empresas de tecnologia, mas seu alcance não engloba a OpenAI, que não tem escritórios no bloco. 

Continua após a publicidade

“Estamos acompanhando o regulador italiano para entender a base de sua ação e vamos coordenar com todas as autoridades de proteção de dados da UE em relação a este assunto”, disse o porta-voz da Comissão.

Na sexta-feira, 31, a OpenAI afirmou que trabalha para reduzir a coleta de informações pessoais no treinamento dos seus sistemas de inteligência artificial. O ChatGPT foi anunciado no fim de 2022 e, desde o seu lançamento, gera discussões polarizadas.

O receio com os avanços no setor de inteligência artificial levou Elon Musk e mais de mil especialistas em tecnologia a divulgarem uma carta aberta, na semana passada, na qual pedem a interrupção temporária do desenvolvimento dessas ferramentas para possibilitar a criação de protocolos de segurança que diminuam os potenciais riscos para a sociedade.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.