Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Satélite aponta atividade em base de mísseis que Kim disse ter desativado

Fim dos testes no centro de Sohae está entre acordos de paz da Coreia do Norte com os EUA

Imagens por satélite analisadas por especialistas, nesta quarta-feira 6 (data local), mostram a reconstrução parcial da base de mísseis de Sohae, na Coreia do Norte, contrariando o anúncio de Kim Jong-un de que ela seria desativada.

O material analisado, capturado no último sábado, dois dias depois da cúpula entre Kim e o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, mostra que o regime norte-coreano começou a reconstruir a plataforma de lançamento e o local de teste de motores de mísseis.

As imagens, analisadas separadamente pelo Centro de Estudos Estratégicos Internacionais (CSIS) e pelo site 38north, ambos com sede em Washington, mostram guindastes em construção, veículos e vários equipamentos no entorno da base antes desativada.

Na área de lançamento, os especialistas notaram que a estrutura para o transporte de mísseis está sendo reconstruída na base, que fica no noroeste do país, perto da fronteira com a China.

A Coreia do Norte começou a desativar a base de Sohae em junho do ano passado, pouco depois da primeira cúpula entre Kim e Trump.

Apesar de o regime norte-coreano não ter se comprometido a desmantelar Sohae por escrito, Trump afirmou que o próprio Kim prometeu que desativaria a base. O gesto foi visto como uma pré-disposição para avançar na desnuclearização do país.

Não se sabe por que Kim teria decidido reconstruir a estrutura nem a data exata que os trabalhos de reconstrução teriam recomeçado. Os analistas do CSIS afirmaram que o movimento pode indicar um desafio da Coreia do Norte aos EUA após Trump negar o fim das sanções contra o país exigido por Kim na cúpula do Vietnã.

Os dois governos divulgaram versões diferentes sobre as propostas feitas na reunião, mas o encontro deixou claro que há grandes divergências entre as partes. Trump decidiu encerrar a cúpula de forma abrupta, mas a Casa Branca afirmou que o presidente planeja se encontrar outra vez com o líder norte-coreano em breve.

(Com EFE)