Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Sarkozy vai processar portal por acusações de financiamento líbio

Por Eric Feferberg 30 abr 2012, 09h44

O presidente francês, Nicolas Sarkozy, anunciou nesta segunda-feira que apresentará um ação judicial contra o portal Mediapart por ter publicado um documento, que ele chamou de “falso”, sobre um financiamento por parte da Líbia do coronel Muamar Kadhafi de sua campanha em 2007.

“Vamos apresentar uma demanda contra o Mediapart. Este documento é uma falsificação grosseira, as duas pessoas apontadas por terem enviado e recebido negaram”, declarou Sarkozy, que disputa a reeleição no próximo domingo.

A ação será apresentada antes do fim da campanha eleitoral, disse.

“Há uma moral, os que mentem, os que falsificam devem ser condenados pela justiça”, completou, antes de afirmar que “a campanha eleitoral não justifica tudo”.

O Mediapart publicou no sábado um documento assinado por um ex-dirigente líbio que afirma que o regime de Muamar Kadhafi aceitou, em 2006, financiar com “50 milhões de euros” a campanha presidencial de Nicolas Sarkozy em 2007.

No documento em árabe, Mussa Kusa, então diretor da inteligência externa da Líbia, registra um “acordo de princípio” para “apoiar a campanha eleitoral do candidato às eleições presidenciais, Nicolas Sarkozy, por um valor de 50 milhões de euros”.

Bashir Saleh, ex-presidente do Fundo Líbio de Investimentos Africanos, seria o destinatário da mensagem.

Os dois ex-funcionários do governo líbio afirmaram que o documento é falso.

Continua após a publicidade
Publicidade