Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Sarkozy recupera sua força política com novo partido francês Republicanos

No comando da principal legenda de oposição do país, o ex-presidente francês promove mudanças conceituais e estruturais que o fortalecem rumo à candidatura em 2017

O ex-presidente da França, Nicolas Sarkozy, consolidou sua posição como o maior líder da oposição de centro-direita no país depois que seus correligionários aprovaram esmagadoramente a renomeação do partido para Republicanos, em duro golpe para os adversários conservadores de olho na candidatura para as eleições presidenciais de 2017, reporta o jornal Le Monde nesta terça-feira. “Republicanos não é apenas o novo nome de um partido. É um grito de união de todas aquelas e aqueles que sofrem ao ver a República andar para trás todos os dias e que quer opor a isto um repúdio decisivo”, comunicou Sarkozy, indicando o novo rumo conceitual da legenda. Inquietos por ver a direita reivindicar um valor comum, a República, partidos e associações de esquerda tentaram agir perante a Justiça para bloquear a mudança de nome, mas os juízes desconsideraram a tentativa.

Após a mudança de nome de UMP (União para um Movimento Popular) para Republicanos, feita no último sábado em votação entre os mais de 210.000 membros, hoje Sarkozy anunciou a nova direção do partido. Para a surpresa de muitos analistas políticos, o ex-chefe de Estado decidiu manter Nathalie Kosciusko-Morizet como a número dois da sigla. Conhecida por suas iniciais, NKM, Nathalie foi ministra em diferentes pastas durante o governo Sarlozy, mas perdeu força no partido após ser derrotada na última eleição para a Prefeitura de Paris, no ano passado. Em declarações passadas, o próprio Sarkozy deu a entender que NHM estava na berlinda.

Leia também

Tribunal suspende investigação por corrupção contra Sarkozy

Justiça francesa investiga campanha de Nicolas Sarkozy

Jean-Marie Le Pen anuncia criação de novo partido

Outro ex-ministro de Sarkozy que ganhou relevância foi Eric Woerth. O ex-ministro de Orçamento foi promovido na nova organização partidária e será responsável pela redação e estruturação do projeto presidencial dos Republicanos, tendo em vista, claro, a candidatura de Sarkozy em 2017.

O novo logo do partido Republicanos tem a letra “R” estilizada com as três cores da bandeira francesa: azul, branco e vermelho. A aprovação foi feita em uma votação on-line com mais 83% dos votos favoráveis à mudança de nome. Mesmo sem exercer um mandato e enfrentado problemas na Justiça por causa de suspeita de irregularidades em sua última campanha, Sarkozy pode se beneficiar de sua posição como líder do novo partido para se destacar como principal opositor do governo comandado por François Hollande.

Após seu fracasso nas eleições presidenciais de 2012 diante do socialista Hollande, Sarkozy tinha se retirado da vida política e seu partido mergulhou em disputas intensas, com problemas judiciais e financeiros. Em novembro, Sarkozy recuperou a liderança do partido, decidido a virar a página para se lançar na reconquista da Presidência. Seus adversários de centro-direita com melhor chance de candidatura em 1017, Alain Juppe e François Fillon, ambos ex-primeiros-ministros do próprio Sarkozy e vistos como mais moderados, foram vaiados pelos membros do novo partido assim que pisaram no palco do congresso no último sábado, numa clara demonstração da força do ex-presidente, que parece ter, até agora, acertado em sua estratégia política.

(Da redação)