Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Sarkozy diz que ‘jamais’ falou de Hollande com dirigentes europeos

Por Eric Feferberg 5 mar 2012, 10h51

O presidente francês, Nicolas Sarkozy, assegurou nesta segunda-feira que “jamais falou” com seus homólogos europeus sobre eles receberem ou não seu rival socialista pela eleição presidencial, François Hollande, e descartou qualquer ideia de pacto a respeito.

“Vocês não acreditam que os dirigentes têm outras coisas a fazer em vez de pactos ou assim? Nunca falei disso com uns ou outros”, declarou Sarkozy a jornalistas em San Quintín (norte da França).

“Acredito que o problema de Hollande não é absolutamente que exista ou não um pacto contra ele – para começar, são os franceses os que têm que decidir, não os outros -, e sim que ele viajou pouco, e por isso não se dá conta de que é um mundo aberto no qual as pessoas e os bens podem circular”, acrescentou.

Segundo a revista alemã Der Spiegel, vários dirigentes conservadores europeus (a alemã Angela Merkel, o italiano Mario Monti, o espanhol Mariano Rajoy e o britânico David Cameron) entraram em acordo para boicotar o candidato socialista francês, que as pesquisas consideram favorito para a eleição presidencial de 22 de abril e 6 de maio próximos.

O chefe de Governo espanhol, Mariano Rajoy, desmentiu nesta segunda-feira estas informações.

“Isso que eu disse que não vou receber o senhor Hollande não é verdade”, afirmou Rajoy em uma coletiva de imprensa em Madri, após se reunir com o secretário-geral da OCDE, Angel Gurría.

“Todos sabem quem eu quero que vença as eleições, entre outras coisas porque militamos no mesmo partido”, disse Rajoy em referência ao presidente francês, Nicolas Sarkozy, mas “eu posso garantir que não me ocorre isto (rejeitar uma reunião com Hollande)”.

Berlim também desmentiu no domingo que houvesse algum acordo entre os líderes europeus para não receber Hollande.

Continua após a publicidade
Publicidade