Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Sarkozy afirma que Europa perde ‘um de seus sábios’ com morte de Havel

Paris, 18 dez (EFE).- O chefe de Estado francês, Nicolas Sarkozy, destacou neste domingo que o ex-presidente da República Tcheca Vaclav Havel encarnava um compromisso incansável em favor da democracia e da liberdade e que, com sua morte, a França perde um amigo e a Europa ‘um de seus sábios’.

Em carta enviada ao presidente tcheco, Vaclav Klaus, Sarkozy ressaltou que Havel foi um ‘homem culto e escritor de talento’, assim como um ‘europeu comprometido, convencido da unidade profunda e da necessária solidariedade’ do continente.

‘Seu acesso à Presidência depois da ‘Revolução de Veludo’ em 1989 coroou uma vida inteira dedicada ao combate ao totalitarismo e em defesa dos valores que inspiravam suas ações’, indicou Sarkozy, citando entre outros a tolerância, a promoção dos direitos humanos e a luta contra a opressão.

O também dramaturgo, que morreu neste domingo aos 75 anos após enfrentar uma doença pulmonar durante anos, levantou a bandeira da ‘Revolução de Veludo’ em 1989 e foi chefe de Estado da Tchecoslováquia e da República Tcheca, após a cisão da Eslováquia, entre 1989 e 2003, com uma interrupção de alguns meses entre 1992 e 1993.

‘Com sua morte a República Tcheca perde um de seus grandes patriotas, a França um amigo e a Europa um de seus sábios’, afirmou Sarkozy. EFE