Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Santos confirma a morte de um procurado criminoso no país

Segundo o presidente colombiano, Cuchillo era espécie de 'lenda inalcançável'

Por Da Redação 29 dez 2010, 14h40

O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, confirmou nesta quarta-feira a morte do traficante Pedro Guerrero – conhecido como “Cuchillo” – em uma operação policial no sul do país. Também foram detidos oito membros da quadrilha liderada por ele.

“Caiu o assassino dos assassinos. Estávamos atrás dele há muitos anos. Ele se transformou em uma espécie de lenda inalcançável”, destacou o presidente colombiano em entrevista coletiva da qual também participou o diretor geral da polícia do país, o general Óscar Naranjo.

É atribuída a Cuchillo a autoria – ou o planejamento – de cerca de 3.000 assassinatos. Santos revelou que será entregue uma recompensa às pessoas que colaboraram para a localização do criminoso, que se fez passar por paramilitar.

A divisão antinarcóticos da polícia colombiana lançou uma grande operação em pleno Natal em uma região entre as cidades de Mapiripán e San José, a cerca de 400 quilômetros de Bogotá. Na operação morreram também os policiais Edwin César Nupaque e Javier Londoño Castro, que foram homenageados por Santos.

(Com agência EFE)

Continua após a publicidade

Publicidade