Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Saif al-Islam será julgado em processo ‘justo’ (primeiro-ministro líbio)

Por Marco Longari 19 nov 2011, 15h46

O primeiro-ministro interino líbio, Abdel Rahim al-Kib, afirmou neste sábado que Saif al-Islam Kadhafi, o último filho foragido de Muamar Kadhafi, preso no sul da Líbia, será julgado durante “um processo justo”.

“Asseguro ao nosso povo e aos outros países do mundo que Saif al-Islam e seus companheiros serão julgados durante um processo justo durante o qual os direitos e a lei internacional serão garantidos”, declarou Kib durante uma entrevista coletiva à imprensa em Zenten, para onde Saif al-Islam foi levado à tarde.

“O sistema judicial vai entrar em contato com o Tribunal Penal Internacional (TPI) para examinar onde Saif al-Islam será julgado”, ressaltou.

“Qualquer cooperação com os organismos internacionais é bem-vinda”, acrescentou, sugerindo que as autoridades preferem que seja julgado na Líbia.

“A prisão de Saif al-Islam Khadafi representa o fim dos sacrifícios sofridos por nosso grande povo”, comemorou, mencionando um dia “histórico”.

O primeiro-ministro líbio indicou que Saif al-Islam estava “sob o controle dos thowar (combatentes) de Zenten” que o capturaram.

Saif al-Islam Khadafi, de 39 anos, procurado pelo Tribunal Penal Internacional por crimes contra a Humanidade, foi detido por ex-rebeldes no sul da Líbia.

Pouco depois do anúncio de sua captura, os pedidos para que seja julgado pelo TPI se multiplicaram em nível internacional. O TPI ressaltou que as autoridades líbias têm “a obrigação” de entregar o fugitivo ao organismo.

Continua após a publicidade

Publicidade