Clique e assine a partir de 9,90/mês

Saiba quem são as vítimas do ataque terrorista em Paris

Atiradores mataram 8 funcionários da 'Charlie Hebdo', entre eles 5 cartunistas

Por Da Redação - 8 jan 2015, 02h37

O brutal ataque terrorista desta quarta-feira contra a revista satírica Charlie Hebdo, em Paris, matou oito jornalistas do periódico, dois policiais, um funcionário do prédio e um jornalista aposentado que visitava a redação no momento do atentado. Além das quatro vítimas identificadas inicialmente – os consagrados cartunistas Charb, Wolinski, Cabu e Tignous -, outro desenhista assassinado foi Philippe Honoré, de 73 anos, responsável pela última charge publicada pela Charlie Hebdo no Twitter antes do atentado. O desenho satirizava o chefe do grupo terrorista Estado Islâmico, Abu Bakr al-Baghdadi.

Leia também:

‘Somos todos ‘Charlie Hebdo”: a reação nas redes sociais

Último número da revista trouxe charge premonitória

Continua após a publicidade

Outros funcionários da revista mortos no ataque foram o revisor Mustapha Ourad, o jornalista e economista Bernard Maris e a psicanalista Elsa Cayat, que assinava uma coluna na publicação. Frédéric Boisseau, funcionário de manutenção do prédio onde ficava a revista, e Michel Renaud, ex-jornalista que fundou um festival cultural em Clermont-Ferrand e foi convidado a participar da reunião de pauta desta quarta pelo cartunista Cabu, também morreram.

Um dos policiais atingidos no atentado foi Franck Brinsolaro, que estava encarregado da segurança de Charb – editor da revista satírica, ele recebia ameaças de morte e contava com proteção policial. O outro foi Ahmed Merabet, um muçulmano francês alvejado quando os terroristas fugiam do prédio – um vídeo flagrou o momento em que os homens voltaram para disparar contra o agente, que já estava caído.

Entre os feridos com gravidade estão dois policiais e o jornalista Philippe Lançon, crítico literário do jornal Libération e cronista da Charlie Hebdo.

Veja a lista das 12 vítimas do ataque em Paris:

Continua após a publicidade

Stéphane Charbonnier, o Charb, 47 anos – Cartunista e editor da Charlie Hebdo

Georges Wolinski, 80 anos – Cartunista

Jean Cabut, o Cabu, 76 anos – Cartunista

Bernard Verlhac, o Tignous, 57 anos – Cartunista

Continua após a publicidade

Philippe Honoré, 73 anos – Cartunista

Mustapha Ourad – Revisor da revista

Bernard Maris, 68 anos – Analista econômico da revista

Elsa Cayat – Colunista da revista

Continua após a publicidade

Michel Renaud – Ex-jornalista, visitava a redação

Frédéric Boisseau – Funcionário da manutenção do prédio

Franck Brinsolaro, 49 anos – Policial responsável pela segurança de Charb

Ahmed Merabet, 42 anos – Policial

Publicidade