Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Rússia planeja grande ofensiva no leste da Ucrânia, diz Kiev

Tropas russas têm deixado os entornos de Kiev e focado seus esforços para tomar a região de Donbass, onde estão as regiões separatistas pró-Rússia

Por Matheus Deccache 11 abr 2022, 19h18

O governo da Ucrânia disse nesta segunda-feira (11) que espera que a Rússia lance uma grande ofensiva em breve no lado leste do país, onde estão as regiões separatistas de Donetsk e Luhansk, devido à concentração de milhares de soldados no local. 

Nos últimos dias, o Kremlin parece ter deixado de lado a tentativa de capturar a capital ucraniana e voltou seus esforços para conquistar Mariupol, que fornece uma passagem por terra entre a região da Crimeia e o território russo, e a região de Donbass, no leste ucraniano. 

+ Rússia acusa Ucrânia de preparar falsas evidências de crimes de guerra

“Prevemos que o combate ativo começará nessas áreas o mais breve possível”, disse o porta-voz do Ministério da Defesa da Ucrânia, Oleksandr Motuzyanyk.

Uma fonte do governo dos Estados Unidos disse que Washington acredita que o Exército russo está tentando reabastecer e reforçar suas tropas em Donbass e que o objetivo mais desejado pelo Kremlin é a conquista de Mariupol, sob cerco desde o início do conflito, em 24 de fevereiro.

Em uma eventual queda da cidade portuária, é esperado que a Rússia possa tentar cercar a capital, Kiev, pelo lado leste devido ao fato de que o território liga a região da Crimeia com as repúblicas separatistas. 

Em seu último pedido de apoio internacional, o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, disse ao Parlamento da Coreia do Sul que dezenas de milhares de pessoas já foram mortas em Mariupol, número não confirmado oficialmente. 

Ainda segundo ele, dezenas de milhares de soldados russos estão mobilizados à espera de uma ordem para um novo ataque. Ao mesmo tempo, a inteligência britânica aponta que vários ataques já foram repelidos pelas Forças Armadas ucranianas no leste do país.

Continua após a publicidade

+ Rússia descarta cessar-fogo e mantém ataques contra Ucrânia

Em meio à situação, o ministro das Relações Exteriores russo, Sergey Lavrov, disse que a Rússia não irá interromper os ataques para qualquer nova rodada de negociações. 

“Foi tomada a decisão de que, durante as próximas rodadas de negociações, não haverá pausa na ação militar enquanto um acordo final não for alcançado”, disse Lavrov.

Em entrevista à emissora de televisão ucraniana nesta segunda, o governador de Luhansk, Serhiy Gaidai, disse que os bombardeios estão aumentando a cada dia. 

“A situação mais difícil está em Rubizhne e Popasna. Eles estão sendo bombardeados constantemente, 24 horas por dia”, disse ele. 

+ Adesão de Suécia e Finlândia à Otan não estabilizará Europa, diz Rússia

Gaidai pediu ainda para que todos os civis evacuem a região o quanto antes, afirmando que “aqueles que queriam sair já foram embora, enquanto agora muitos são deixados em abrigos antibombas e talvez estejam com medo de sair ou de perder seus pertences.”

Em Kharkiv, principal cidade do leste ucraniano, um bombardeio deixou várias vítimas, inclusive uma criança, de acordo com o prefeito, Ihor Terekhov, que concluiu dizendo que não há motivo para pânico, uma vez que as tropas ucranianas estão prontas para defender o território.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)