Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Rússia e Ucrânia assinam acordo de fornecimento de gás

Acerto garante o abastecimento à Ucrânia e a parte da Europa durante inverno

Apesar da intensa rivalidade entre Rússia e Ucrânia por causa da crise no leste ucraniano, os dois países chegaram a um acordo para garantir as exportações de gás russo para a Ucrânia e parte da Europa durante o inverno no hemisfério norte. Depois de uma longa disputa sobre pagamentos, Moscou e Kiev assinaram o acordo válido até março de 2015 nesta quinta-feira.

Leia também:

Poroshenko reivindica vitória de partidos pró-Ocidente na Ucrânia

ONU e UE condenam eleição em regiões separatistas da Ucrânia

O chefe de energia da União Europeia (UE), Guenther Oettinger, afirmou que o acerto possibilita “garantir a segurança do abastecimento durante o inverno” não só para a Ucrânia, mas também para as nações da UE mais próximas da região. Segundo o presidente da Comissão Europeia, José Manuel Barroso, que anunciou o acordo, “não há razão para as pessoas na Europa passarem frio neste inverno”.

Preço – O impasse para a resolução era saber se a Ucrânia teria dinheiro suficiente para pagar pelo gás. De acordo com Oettinger, o país tem condições de arcar com as despesas de 4,6 bilhões de dólares – a maior parte delas decorrente de uma dívida da Ucrânia com a companhia russa Gazprom. Ele acrescentou que este pode ser “o primeiro vislumbre de um relaxamento nas relações entre” Moscou e Kiev. O primeiro-ministro ucraniano Arseniy Yatsenyuk afirmou que o valor que o governo irá pagar pelo gás está alinhado aos preços globais de petróleo, que caíram nas últimas semanas.

(Com Estadão Conteúdo)