Clique e assine a partir de 8,90/mês

Romney é um ‘patriota’, e não um ‘delinquente’, segundo conselheiro

Por Da Redação - 15 jul 2012, 14h40

Um conselheiro eleitoral do candidato republicano às eleições americanas Mitt Romney o descreveu neste domingo como um “patriota”, e não como um “delinquente”, como sugere a equipe de campanha do presidente Barack Obama.

Ed Gillespie disse à rede CNN que os democratas querem fazer acreditar que Romney é um “delinquente” e suas acusações carecem de fundamento.

“A razão pela qual a equipe de campanha de Obama faz isto (lançar acusações) é que querem falar de tudo, menos do lamentável balanço econômico do presidente Obama, e funciona”, reiterou.

Na quinta-feira, a corrida pela Casa Branca viveu um aumento de tensões entre as equipes eleitorais dos dois aspirantes devido a um artigo do jornal The Boston Globe, que afirmou que Romney mentiu sobre a data em que se desvinculou do fundo de investimentos Bain Capital, fundado por ele em 1984.

Romney afirma que deixou a companhia em 1999, quando assumiu a responsabilidade pela organização dos Jogos Olímpicos de Salt Lake City. No entanto, segundo documentos oficiais divulgados pelo jornal, teria permanecido por mais três anos e mantinha 100% das ações até 2002, pouco antes de se tornar governador de Massachusetts.

O período 1999-2002 é crucial porque foi nesta época em que ocorreram as demissões relacionadas às recompras pela Bain Capital.

Continua após a publicidade
Publicidade