Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Romney aguarda oficialização de sua candidatura nas primárias do Texas

Washington, 28 mai (EFE).- As primárias desta terça-feira no Texas podem garantir a candidatura republicana à presidência dos Estados Unidos a Mitt Romney, que está a um passo de conseguir a meta de 1.144 delegados necessária para torná-lo o adversário de Barack Obama nas eleições de novembro.

Ex-governador de Massachusetts, Romney concorre amanhã no Texas com a intenção de vencer a disputa interna do Partido Republicano após mais de cinco meses de campanha.

Segundo o site de análises políticas ‘RealPolitics’, após suas vitórias na semana passada nos estados de Kentucky e Arkansas, Romney conta agora com 1.064 delegados, por isso já tem ao alcance os 80 que faltam para obter a maioria na convenção republicana da Flórida, em agosto, na qual será anunciado formalmente o candidato presidencial da legenda.

No Texas, tradicional reduto de voto republicano, está em disputa a preferência de 155 delegados em uma primária na qual só restam como candidatos o próprio Romney e o congressista texano Ron Paul, que suspendeu sua campanha devido a falta de fundos, mas mantém suas aspirações, mesmo com poucas possibilidades.

Apesar de ser o favorito desde o começo da batalha pela candidatura republicana, Romney enfrentou uma campanha mais concorrida e disputada que o esperado, na qual teve que lutar contra sua imagem distante e fria.

Por fim, ele parece ter conseguido impôr sua colossal máquina eleitoral, e já é apenas uma questão de tempo para que confirme sua candidatura oficial, algo que é mais que provável que aconteça amanhã mesmo, no Texas.

O ex-senador Rick Santorum e o ex-presidente da Câmara de Representantes Newt Gingrich se retiraram da disputa e ofereceram apoio ao ex-governador de Massachusetts. Também ilustres texanos como os ex-presidentes George Bush pai e George W. Bush expressaram seu respaldo a Romney.

No entanto, no estado sulista, alguns analistas receiam a pouca dedicação prestada pelo pré-candidato, talvez confiante demais em sua vitória, o que pode fazer com que atrase a obtenção dos 1.144 delegados necessários até as seguintes primárias, que acontecerão na Califórnia em 5 de junho.

‘Ele não fez um só comício ou encontro com as bases. Acho que que já considera o Texas como caso ganho’, afirmou Steve Munisteri, presidente do Partido Republicano no Texas, neste fim de semana, ao jornal ‘Houston Chronicle’.

Talvez por isso, Romney se lançou totalmente a atacar o presidente Barack Obama, que tentará a reeleição em novembro, utilizando a frágil recuperação econômica dos EUA como campo de batalha.

Apesar do tímido crescimento econômico, a taxa de desemprego segue elevada em 8,1%, acima dos padrões históricos no país, e o pré-candidato republicano aproveitou esse dado para criticar a incapacidade de Obama em revitalizar a economia após a aguda crise gerada pela explosão da bolha imobiliária em 2008.

Romney defende seu sólido histórico empresarial à frente do fundo de investimentos Bain Capital, e ressalta que seu perfil é justo o necessário para devolver o dinamismo econômico aos EUA contra as receitas ‘socialistas’ do atual governante.

Apesar de Obama ter liderado as pesquisas durante um longo tempo, as últimas consultas o colocam em empate técnico com Romney, por isso o presidente respondeu aos ataques assegurando que as políticas de seu adversário não reconhecem a necessidade de ‘sacrifícios compartilhados’.

Durante esta segunda-feira, tanto Obama como Romney participaram de diversos atos do Memorial Day, feriado no qual é prestada homenagem aos soldados americanos mortos em operações militares no exterior. EFE