Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Rival de Sarkozy diz que não é querido pelos líderes da UE

'Não estou aqui para assustá-los', afirmou o candidato socialista François Hollande, que estaria sofrendo boicote de outros governantes europeus

O candidato socialista François Hollande, principal rival de Nicolas Sarkozy nas eleições presidenciais francesas, admitiu nesta quinta-feira que os líderes europeus ‘não gostam muito’ dele. “Não estou aqui para assustá-los, apesar de entender que os conservadores não gostam muito de mim, sem dúvida porque tenho posições que não são as deles”, explicou em um programa de televisão no canal France 2.

Defensor da renegociação do acordo orçamentário europeu, Hollande afirmou que, caso vença as eleições, estará aberto ao diálogo com outros governantes da Zona do Euro. “Terei de trabalhar com os líderes europeus, mas queria ser claro desde já sobre a reorientação da Europa, não vou ceder nada a esse respeito”, decretou.

Boicote – Segundo a revista alemã Der Spiegel, vários dirigentes conservadores europeus fecharam um acordo para boicotar o candidato socialista francês. Merkel e o primeiro-ministro britânico David Cameron já manifestaram publicamente apoio ao presidente conservador Nicolas Sarkozy, candidato a um segundo mandato. Durante viagens a Berlim, Roma e Londres, o candidato socialista não se reuniu com nenhum chefe de governo.

(Com Agência France-Press)