Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Rio colorido na Colômbia atrai turistas após paz com as Farc

O Caño Cristales foi “propriedade” da guerrilha por mais de uma década

O Caño Cristales, conhecido também como o “rio de cinco cores”, voltou a receber visitantes após anos de conflito na Colômbia. O município onde correm as águas coloridas, La Macarena, no sul do país, foi durante décadas um dos fortes militares das Farc, agora transformadas em partido político.

O local onde está localizado o rio fazia parte da área desmilitarizada de mais de 42.000 km², autorizada pelo ex-presidente Andrés Pastrana entre 1999 e 2010 como forma de negociar um acordo de paz com a ex-guerrilha. Durante esses anos, os membros das Farc eram os únicos que tinham acesso à região, que ficou conhecida como “o balneário das Farc”.

O atual líder da Colômbia, Juan Manuel Santos, chegou a chamar o lugar de “clube de campo de Mono Jojoy”, um sanguinário líder guerrilheiro que mandava na área e morreu em uma operação militar em 2010.

Desde a abolição da zona desmilitarizada, que compreendia quatro municípios do departamento de Meta, no centro-sul do país, e da recuperação do território pelas Forças Armadas locais, a região se tornou mais atrativa para visitas. Porém, foi com a assinatura do acordo de paz no final do ano passado que Caño Cristales emergiu como um ponto turístico chave para a Colômbia.

Segundo o jornal El País, em 2016 15.000 turistas visitaram o rio e só nesse ano foram 8.000 viajantes, 19% de fora do país. Em 2010, apenas 1.500 pessoas se atreveram a desbravar o local. A liberação da área também foi um alívio para os moradores de La Macarena, que por anos sofreram com a violência da região e agora, podem usufruir do turismo como fonte de renda.

“Estou seguro de que o turismo aqui será o fator mais importante de prosperidade econômica e de emprego”, disse Santos sobre o rio. Segundo o governo, nos últimos meses as visitas turísticas a locais que antes foram tomados pela violência de guerrilhas cresceram quase 3.000%.

Porém, a paz com que a Colômbia tenta seduzir os turistas não é suficiente para evitar a presença militar no país. De acordo com o El País, soldados armados podem ser vistos às vezes no caminho que rodeia o Caño Cristales. O Exército permanece na região para evitar que outro grupo se aposse do rio, considerado um dos mais bonitos do mundo.

O Caño Cristales

Cristalinas, as águas do Caño Cristales revelam no leito do rio um tapete de cores vermelhas, amarelas, violetas, azuis e cor-de-rosa, que se intensificam com o sol. Segundo especialistas, as algas Macarenia clavigera, que só existem nesta região do planeta, são responsáveis pelas tonalidades.

O rio está localizado no Parque Nacional Natural Serranía de La Macarena. A mistura de cores pode ser observada entre maio e novembro, a época de chuvas no país.