Clique e assine a partir de 9,90/mês

Revista mexicana enfurece leitores com Melania Trump na capa

A capa da revista Vanity Fair mexicana estampa foto da primeira-dama americana em meio às tensões entre Trump e Peña Nieto

Por Da redação - Atualizado em 27 jan 2017, 14h28 - Publicado em 26 jan 2017, 18h35

A versão mexicana da revista Vanity Fair colocou mais pimenta na tumultuada relação entre Estados Unidos e México esta semana. Em meio às tensão que culminaram no cancelamento da viagem que o presidente do México, Enrique Peña Nieto, faria à Casa Branca, a publicação escolheu Melania Trump, esposa do mandatário americano – e o homem mais odiado pelos mexicanos atualmente – para estampar a capa da edição de fevereiro da revista.

A foto mostra a primeira-dama americana com um garfo e joias, simulando espaguete. “Melania Trump: seu (sombrio) passado familiar, suas táticas para lidar com o marido e como pretende se tornar a nova Jackie Kennedy”, diz a chamada.

A capa caiu como uma bomba nas redes sociais. Muitos mexicanos sentiram a escolha como um golpe no orgulho nacional. Enquanto uns agrediram diretamente a publicação com frases como “não há limites para a estupidez da Vanity Fair do México”, outros recorreram a comentários irônicos para se referir à “sensibilidade, empatia e patriotismo” da revista.

No interior da revista, a reportagem traz mais imagens de Melania cercada de luxo e um trecho de uma entrevista de Trump ao apresentador Howard Stern. “Ele tem proporções perfeitas (1,80 de altura e 56 quilos) e grandes peitos”, diz o magnata. Segundo a reportagem, Stern perguntou o que ele faria se Melania sofresse um terrível acidente de carro, que a deixasse com um olho roxo, o pé esquerdo deformado e incapaz de mover o braço esquerdo.

“Você ainda assim ficaria com ela?”, questiona Stern.

“E os peitos, como ficariam?” Trump perguntou.

Continua após a publicidade

“Nada aconteceria com eles”, diz o apresentador. Trump responde que, nesse caso, é claro que continuaria com ela. “Porque esse detalhe é importante.”

Muro polêmico

Na quarta-feira, o presidente americano assinou um decreto dando início ao projeto de construção do muro na fronteira com o país vizinho, uma semana antes da programada visita de Peña Nieto à Casa Branca para se reunir com Trump. Em entrevista à rede de televisão ABC, Trump afirmou que a obra começará “em meses” e que o custo do muro será “reembolsado pelo México”. Em resposta, Peña Nieto reiterou que o dinheiro não sairia dos cofres públicos de seu país. 

Por meio de um tuíte nesta quinta-feira, Trump sugeriu que, se não estivesse disposto a pagar pela obra, Peña Nieto deveria cancelar o encontro. Poucas horas depois, o presidente mexicano cancelou a viagem a Washington.

Publicidade