Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Republicanos são favoritos para controlarem o Senado

A cinco semanas das eleições legislativas americanas, pesquisas indicam que o Partido Democrata, do presidente Obama, deve perder o controle do Senado

Por Da Redação 29 set 2014, 13h54

Os republicanos têm uma leve vantagem nas pesquisas, a cinco semanas das eleições legislativas de 4 de novembro nos Estados Unidos. As projeções, no entanto, destacam a imprevisibilidade da votação, que definirá a maioria do Congresso nos próximos dois anos.

O Senado dos Estados Unidos, atualmente dominado pelo Partido Democrata do presidente Barack Obama, tem 60% de possibilidades de passar ao controle republicano, de acordo com o site de projeção estatística FiveThirtyEight.com, atualizado no domingo com as pesquisas mais recentes. Segundo o levantamento estatístico do jornal New York Times, que combina diferentes pesquisas e faz uma projeção, a probabilidade de uma vitória republicana é de 67%. Pelo sistema estatístico do site Huffington Post, a chance de vitória do Partido Republicano chega a 58%.

Leia também

EUA subestimaram Estado Islâmico, admite Obama

Reality show isola republicano e democrata em ilha deserta

O Senado tem 100 cadeiras (duas vagas por estado), sendo que 36 serão renovadas em novembro. Os republicanos devem ganhar seis vagas para passar de 45 a 51 senadores e obter a maioria absoluta. Três delas já estão garantidas, segundo todas as pesquisas de opinião: nos estados de Virginia Ocidental, Montana e Dakota do Sul.

A batalha se concentra em outros dez estados, que devem ter disputas acirradas, segundo as pesquisas. A futura maioria depende da resistência dos democratas em sete estados (Colorado, Iowa, Louisiana, Alasca, Arkansas, Carolina do Norte, New Hampshire) e da capacidade dos republicanos para manter outros três estados (Kentucky, Geórgia, Kansas). Segundo analistas, a disputa é um pouco mais difícil para os democratas, que precisam superar a impopularidade de Barack Obama e estabelecer sua independência nos estados mais conservadores, como Arkansas e Louisiana.

Na Câmara dos Deputados, os republicanos devem manter a maioria, segundo todas as previsões. O novo Congresso eleito em novembro iniciará a legislatura em janeiro, para os últimos dois anos de mandato do presidente Obama.

(Com agência France-Presse)

Continua após a publicidade
Publicidade