Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Republicano Huntsman abandona corrida à Casa Branca

Jon Huntsman anunciou nesta segunda-feira que se retira da disputa pela indicação republicana à eleição presidencial nos Estados Unidos, e pediu a seus partidários que votem no favorito, Mitt Romney.

“Hoje suspendo minha campanha para a eleição presidencial. Acredito que é o momento para nosso partido se unir em apoio ao melhor candidato para derrotar Barack Obama”, anunciou em Myrtle Beach, na Carolina do Sul, onde será realizada no sábado a terceira primária republicana para a eleição de novembro.

“Apesar de nossos pontos de vista divergentes em relação a determinados temas, acho que o candidato ideal é o governador Mitt Romney”, acrescentou.

“O partido Republicano é um partido de ideias, mas a forma negativa que tomou o discurso político atual não ajuda a nossa causa. Isto é, inclusive, uma entre as numerosas razões pelas quais os americanos não confiam mais em seus representantes”.

Huntsman é o terceiro pré-candidato a abandonar a corrida pela indicação republicana, após o empresário negro Herman Cain, acusado de assédio sexual, e de Michele Bachmann, do movimento conservador “Tea Party”.

Jon Huntsman jamais conseguiu atrair os eleitores republicanos e ocupava as últimas posições nas pesquisas de intenção de voto.

Após ter obtido apenas 1% em Iowa, apostava tudo na primária de New Hampshire, onde chegou na terceira posição, atrás de Romney e de Ron Paul.

Mas para as próximas primárias, na Carolina do Sul, Huntsman aparece com apenas 4% nas pesquisas.

Ao contrário dos demais pré-candidatos republicanos, Jon Huntsman jamais atacou o presidente Obama, para quem trabalhou como embaixador americano na China.

Esta postura, além de uma posição excessivamente moderada, não permitiram atrair o eleitorado conservador e crítico do atual presidente democrata.

A renúncia de Huntsman não deve alterar o equilíbrio entre os cinco pré-candidatos republicanos que permanecem na briga.