Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Reis belgas confirmam presença em funerais de vítimas de acidente

Bruxelas, 17 mar (EFE).- Os reis da Bélgica, Alberto II e Paola, e o primeiro-ministro do país, Elio di Rupo, participarão na semana que vem de vários funerais e atos de homenagem pelas vítimas do acidente de ônibus na Suíça, segundo informou neste sábado a imprensa belga.

Na quarta-feira, será realizado um ato de homenagem em Lommel, a localidade flamenga de onde procediam 15 dos mortos.

No dia seguinte, a igreja Saint-Pierre de Louvain (norte da Bélgica) acolherá o funeral dos sete alunos do colégio Sint-Lambertus, da localidade de Heverlee, enquanto os outros dois adultos mortos que trabalhavam no mesmo centro serão enterrados separadamente, da mesma forma que um dos motoristas do ônibus.

Todas estas cerimônias terão caráter privado e serão organizadas pelas autoridades locais e pelas famílias, mas contarão com a presença dos monarcas e de representantes do Governo federal.

O ato da quinta-feira em Louvain será restrito aos familiares, mas no exterior da igreja serão colocadas telas gigantes para que outras pessoas possam acompanhar a cerimônia, segundo explicou o diácono de Heverlee e membro da direção do colégio, Dirk De Gendt.

Além disso, esta manhã retornou à Bélgica uma menina de 11 anos que se encontrava em estado grave em um hospital de Berna (Suíça).

A melhora da condição da menor permitiu sua mudança em um avião com instalações médicas, e agora ela será internada no hospital de Louvain junto com outras 14 vítimas do acidente que foram repatriadas na sexta-feira, segundo informa a agência ‘Belga’.

Seis menores que sofreram ferimentos leves receberam alta médica e se encontram já em suas casas. Outras três crianças feridas de forma grave continuam hospitalizadas em Lausanne.

No acidente de ônibus de terça-feira na Suíça morreram 28 pessoas e outras 24 ficaram feridas, a maioria crianças. EFE