Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Reino Unido retira Portugal de lista de quarentena obrigatória

Por outro lado, novas restrições foram impostas a Croácia, Áustria e Trinidade e Tobago por conta do aumento de casos de Covid-19

Por Da Redação Atualizado em 20 ago 2020, 18h28 - Publicado em 20 ago 2020, 18h23

O governo britânico removeu Portugal de sua lista de quarentena obrigatória nesta quinta-feira, 20, indicando que pessoas que chegarem de lá não precisarão ficar isoladas quando voltarem ao Reino Unido. No entanto, novas restrições foram impostas a Croácia, Áustria e Trinidade e Tobago por conta do aumento de casos de Covid-19

As mudanças foram anunciadas pelo ministro dos Transportes, Grant Shapps, em uma publicação no Twitter e fazem parte de uma série de ajustes das políticas de quarentena. No entanto, ele ressaltou que as condições de países podem mudar rapidamente. 

“Dados também mostram que agora podemos acrescentar Portugal aos países incluídos nos corredores aéreos. Assim como todos os países de ponte aérea, por favor tenham ciência de que as coisas podem mudar rapidamente”, escreveu. 

De acordo com Shapps, as diretrizes para viagens estão constantemente sob análises e alguns fatores específicos, “mas não limitados”, são levados em conta. Entre eles estão estimativas de presença de Covid-19 em um país, o nível e a taxa de mudança na incidência de casos positivos confirmados, a extensão da testagem sendo feita, além de ações governamentais do país analisado. 

Continua após a publicidade

Em resposta, a Chancelaria portuguesa elogiou a decisão, dizendo se tratar de um “reconhecimento da evolução positiva da situação” no país. 

“É, de facto, uma medida de particular relevância para os mais de 300 mil portugueses que residem no Reino Unido, bem como para os mais de 30 mil britânicos que escolheram Portugal para viver, bem como para as muitas centenas de estudantes portugueses em universidades britânicas e trabalhadores e quadros profissionais que têm de se deslocar regularmente entre os dois países”, afirmou em um comunicado oficial. 

Portugal é um importante destino para turistas britânicos. Em 2019, cerca de 2,5 milhões de britânicos visitaram Portugal, de acordo com dados oficiais da Imigração do Reino Unido, atrás apenas de turistas espanhóis. 

O número de casos diários do novo coronavírus registrados no Reino Unido aumentou nesta quinta-feira para 1.182, novamente superando a marca de mil infecções, após os 812 casos de ontem. No total, já são mais de 322.200 casos, incluindo 41.403 mortes. Em Portugal, são 54.992 casos confirmados e 1.788 mortes. 

  • Apesar da retirada da lista de quarentena, ainda há medidas impostas entre os dois países. Todos os britânicos que viajarem à Ilha da Madeira, Porto Santo ou Azores terão que fazer testes de Covid-19 antes da viagem ou assim que desembarcarem. 

    Shapps também fez um alerta, que segundo ele parte de experiências próprias, para que as pessoas só viajem se puderem garantir que conseguirão cumprir uma quarentena de 14 dias. 

    Ao enfatizar esse ponto, Shapps anunciou a inclusão de outros países na lista de quarentena, que obriga passageiros a se isolarem por duas semanas quando chegarem ao Reino Unido. As mudanças entram em vigor no próximo sábado, 22. 

    “Dados mostram que precisamos remover Croácia, Áustria e Trinidade e Tobago de nossa lista de corredores aéreos para manter taxas de infecção BAIXAS”, escreveu.

    Continua após a publicidade
    Publicidade