Clique e assine a partir de 9,90/mês

Reino Unido enviará em breve um destróier às Malvinas

Por Daniel Garcia - 31 jan 2012, 09h59

A marinha britânica enviará nos próximos meses um de seus navios de guerra mais modernos, o “HMS Dauntless”, ao Atlântico Sul, anunciou nesta terça-feira o ministério da Defesa, em meio à tensão crescente entre o Reino Unido e a Argentina pela soberania das Malvinas.

O ministério indicou, no entanto, que se tratava de um deslocamento de rotina e não de uma resposta à recente escalada verbal entre ambos os países ante a aproximação do aniversário de 30 anos da guerra que os confrontou em 1982.

“O deslocamento do HMS Dauntless ao Atlântico Sul está previsto há tempos, é totalmente de rotina e substituirá outro navio de patrulha”, declarou um porta-voz da marinha citado num comunicado divulgado pelo ministério.

O “HMS Dauntless”, um destróier de classe 45 que entrou em serviço em 2010, substituirá a fragata que patrulha atualmente a zona, a “HMS Montrose”.

Continua após a publicidade

Seu navio gêmeo, “HMS Darging”, foi enviado recentemente ao Golfo para sua primeira missão em meio a tensões crescentes com o Irã e depois da ameaça de Teerã em bloquear o estreito de Ormuz, uma rota de trânsito fundamental para o fornecimento de petróleo mundial.

Estes destróieres transportam mísseis antiaéreos Sea Viper e helicópteros do tipo Chinook.

A notícia acontece em um momento de aumento da tensão verbal entre Argentina e Grã-Bretanha, em especial após a decisão das nações do Mercosul (Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai) de impedir que navios com bandeira das Malvinas ingressem em seus respectivos portos.

Além disso, em 2 de abril é o 30º aniversário da guerra de 74 dias mantida pelos dois países, na qual 649 argentinos e 255 britânicos morreram e que terminou com a rendição da nação sul-americana.

Publicidade