Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Reino Unido dá perdão póstumo a condenados por homossexualismo

A extinção da condenação foi dada a milhares de homens homossexuais e bissexuais

O governo britânico concedeu nesta terça-feira perdão póstumo a milhares de homens homossexuais e bissexuais condenados no Reino Unido quando manter relações homossexuais consentidas era considerado um crime.

“Hoje é um dia memorável. Não podemos desfazer os danos causados, mas pedimos desculpas e agimos para corrigir esses erros”, disse o ministro da Justiça britânico, Sam Gyimah.

 

Manter relações homossexuais era considerado um crime na Inglaterra e no País de Gales até 1967, na Escócia até 1980 e na Irlanda do Norte até 1982.

Alan Turing

O perdão póstumo é baseado na legislação conhecida como “Turing Law”, referência ao matemático britânico Alan Turing (1912-1954) que ajudou a decifrar os códigos dos segredos nazistas durante a II Guerra Mundial. Turing foi condenado por indecência grave depois que foi descoberto o seu relacionamento com um jovem de 19 anos, em 1952. Ele foi castrado quimicamente e se suicidou em 1954.

Em 2013, a rainha Elizabeth II concedeu o perdão ao matemático, e um movimento passou a pedir que esse indulto fosse aplicado a todas as pessoas que foram condenadas por sua orientação sexual.

O perdão póstumo concedido hoje foi anunciado em outubro do ano passado, quando Gyimah defendeu a tese de que é “muito importante” dar “o perdão” às pessoas que foram condenadas por homossexualidade, já que elas “seriam inocentes de qualquer crime hoje em dia”.

 

 

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Perdão para quem não cometeu crime? Deveriam PEDIR perdão ao condenados.

    Curtir

  2. Pedro Tenvia

    Muito estranho este “perdão”, deveria ser o contrário, assim como ficou, ficou pior, melhor se não tivessem dito nada, equivale a vitima pedir perdão ao seu agressor.

    Curtir