Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Rei Juan Carlos pede a empresários que ‘ergam os ombros para criar emprego’

Madri, 25 mar (EFE).- O rei da Espanha, Juan Carlos I, pediu na terça-feira passada aos principais empresários do país – em reunião da qual dão conta neste domingo (data local) os jornais ‘El País’ e ‘El Mundo’ – que ‘ergam os ombros para criar emprego porque a situação é muito séria’.

Ambos os jornais concordam em afirmar que a presença do rei à reunião mensal do Conselho Empresarial para a Competitividade (CEC) foi a pedido do soberano e que foi organizada pelo chefe da Casa do Rei, Rafael Spottorno, e pelo presidente da Telefónica e do CEC, César Alierta.

Ao CEC, criado em fevereiro de 2011, pertencem os presidentes de 17 das maiores empresas espanholas: Telefónica, El Corte Inglés, Mango, Grupo Barceló, Banco Santander, Acciona, La Caixa, BBVA, Inditex, Grupo Planeta, Mapfre, ACS, Ferrovial, Havas Media Group, Mercadona, Iberdrola y Repsol, assim como o Instituto de la Empresa Familiar y Repsol.

Os comentários do rei aconteceram em um almoço ao final da reunião, na qual os empresários expuseram a Don Juan Carlos os objetivos de impulsionar a competitividade e o crescimento da economia espanhola que inspiraram a criação do Conselho.

O rei lhes falou então de sua preocupação com a situação econômica e o desemprego na Espanha e lhes solicitou individualmente que lhe expressassem suas opiniões sobre as perspectivas de suas empresas, assim como a evolução que esperam do emprego. EFE