Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Rebeldes sírios afirmam ter capturado prefeito de Al Raqqa

Na segunda-feira, os opositores tomaram o controle de grande parte de cidade

Por Da Redação 5 mar 2013, 09h40

Os rebeldes sírios capturaram o prefeito da cidade setentrional de Al Raqqa, Hassan Yalili, e o secretário-geral do partido governante Baath nesta cidade, Suleiman al Suleiman, informaram nesta terça-feira fontes opositoras. O porta-voz da brigada Deraa al Uma do Exército Sírio Livre (ELS) na província vizinha de Alepo, Abdullah Asani, indicou que as capturas ocorreram durante uma operação dos insurgentes, mas não quis dar mais detalhes.

Entenda o caso

  1. • Durante a onda da Primavera Árabe, que teve início na Tunísia, sírios saíram às ruas em 15 de março de 2011 para protestar contra o governo do ditador Bashar Assad.
  2. • Desde então, os rebeldes enfrentam forte repressão pelas forças de segurança. O conflito já deixou dezenas de milhares de mortos no país, de acordo com levantamentos feitos pela ONU.
  3. • Em junho de 2012, o chefe das forças de paz das Nações Unidas, Herve Ladsous, afirmou pela primeira vez que o conflito na Síria já configurava uma guerra civil.
  4. • Dois meses depois, Kofi Annan, mediador internacional para a Síria, renunciou à missão por não ter obtido sucesso no cargo. Ele foi sucedido por Lakhdar Brahimi, que também não tem conseguido avanços.

O Observatório Sírio de Direitos Humanos confirmou esses dados e acrescentou que um oficial da polícia morreu e outro foi preso pelos rebeldes nos enfrentamentos desencadeados ao redor do palácio do prefeito de Al Raqqa. Na segunda-feira, os opositores tomaram o controle de grande parte de cidade, capital da província homônima, após duros combates contra as forças do regime que causaram dezenas de mortes de ambos os lados.

Leia também:

Leia também: Grã-Bretanha não descarta enviar armas a rebeldes sírios

O porta-voz da Frente Islâmica Síria (FIS), que protagoniza essa operação, Abu Omar al Suri, assegurou que os rebeldes estavam a ponto de “libertar” toda a cidade, a primeira capital provincial que poderia cair completamente nas mãos da insurgência. Os rebeldes conseguiram esses avanços após tomar o quartel de Al Hayana, onde confiscaram uma grande quantidade de armas e veículos militares do Exército leal a Bashar Assad.

A cidade de Al Raqqa se encontra na margem setentrional do rio Eufrates, 160 quilômetros ao leste de Alepo. Em 2004, tinha mais de 220.000 habitantes, aos quais se somaram dezenas de milhares de deslocados nos últimos meses.

(Com agência EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade