Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Rebelde que comeu o coração de um soldado é morto na Síria

O jihadista sírio que apareceu em um vídeo esquartejando um soldado das forças do ditador Bashar Assad e comendo o coração da vítima foi morto por um grupo rebelde rival, informou a ONG Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH). Conhecido pelo nome de guerra Abu Sakkar, o terrorista havia se unido ano passado à Frente Al-Nusra, o braço sírio da Al-Qaeda, segundo o OSDH.

Rebeldes islamitas “mataram a tiros Khaled al-Hamad, conhecido pelo nome de Abu Sakkar, comandante militar da Al-Nusra na província de Idlib”, próximo à fronteira com a Turquia, anunciou a ONG.

Leia mais:

John Kerry: Diálogo sírio vai testar se Assad é capaz de negociar com boa-fé

Conflito na Síria completa cinco anos; relembre os principais fatos

“Ele morreu em um acerto de contas entre a Al-Nusra, que domina a província, e outros grupos islamitas”, afirmou o diretor do OSDH, Rami Abdel Rahman.

Em maio de 2013, Sakkar apareceu em um vídeo em cenas chocantes: esquartejava um soldado e comia seu coração. Ele disse que era uma vingança contra os abusos do regime. Na época, Abu Sakkar lutava em uma brigada rebelde do Exército Sírio Livre (ASL) na província de Homs, a 200 km da capital Damasco.

Iniciada em março de 2011 como uma revolta pacífica contra o governo de Bashar Assad, a crise síria virou um conflito armado após a repressão violenta do regime. Muitos rebeldes se radicalizaram após a repressão.

(Com AFP)