Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Raúl Castro conclui visita à China após assinar acordos de cooperação

Pequim, 7 jul (EFE).- O presidente de Cuba, Raúl Castro, concluiu neste sábado sua visita de quatro dias à China após assinar importantes acordos de cooperação financeira, entre outros setores, e reunir-se com os líderes atuais e seus sucessores, informou a agência oficial ‘Xinhua’.

Castro, cujo próximo destino é o Vietnã, finalizou sua primeira visita à China como presidente cubano com oito acordos bilaterais sobre ajuda financeira e técnica a Cuba.

Para alguns observadores, a viagem serviu para armar pontes de cooperação entre Havana e Pequim, segundo principal parceiro comercial da ilha – após a Venezuela -, e busca tornar o país asiático uma alternativa cada vez mais concreta à dependência econômica cubana do regime de Hugo Chávez.

O líder cubano começou sua agenda na quinta-feira com uma reunião com o presidente da China, Hu Jintao, e com o presidente da Assembleia Nacional Popular (Legislativo), Wu Bangguo.

Além de se reunir com o primeiro-ministro chinês, Wen Jiabao, Castro também se encontrou com o vice-primeiro-ministro, Li Keqiang, e com o vice-presidente, Xi Jinping.

Xi, que em outubro será nomeado secretário-geral do Partido Comunista da China e em março de 2013 assumirá a Presidência do país, substituindo Hu Jintao em ambos os cargos, se reuniu com Castro na sexta-feira, na residência de chefes de Estado de Diaoyutai.

O próximo destino de Castro, de 81 anos, é o Vietnã, outro país com uma reforma econômica similar à chinesa e onde Cuba buscará apoio e inspiração.

O Vietnã se destaca por ser o maior exportador de arroz a Cuba, uma das principais bases da alimentação dos habitantes da ilha caribenha. EFE