Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Rajoy diz que ‘Estado de direito não está suspenso’ em declarações sobre ETA

(Atualiza com as declarações de Nicolas Sarkozy).

Madri, 16 jan (EFE).- O presidente do governo espanhol, Mariano Rajoy, afirmou nesta segunda-feira, após as recentes detenções de membros da ETA na França, que ‘o Estado de direito não está em suspenso’ e nem ficará.

Rajoy fez esta observação na entrevista coletiva que concedeu junto com o presidente francês, Nicolas Sarkozy, depois da reunião que mantiveram no Palácio da Moncloa. O presidente ressaltou que a organização terrorista precisa se dissolver, enquanto o governante francês afirmou que seu país sempre estará ao lado da Espanha na luta contra o terrorismo.

O chefe do Executivo espanhol avaliou como positivo o anúncio da ETA sobre o fim definitivo da violência, mas lembrou que os seus integrantes detidos na França carregavam armas e tinham feito provisão de explosivos.

Por essa razão, avisou que ‘o Estado de Direito não está em suspenso, nem na França, nem na Espanha’

‘Enquanto a ETA seguir existindo, é uma organização terrorista e seus membros são membros de uma organização terrorista’, enfatizou, pedindo à ETA que dê ‘o passo definitivo’, uma ‘reivindicação do conjunto da sociedade espanhola’.

‘Respeitem o direito dos cidadãos e anunciem sua dissolução como grupo criminoso’, solicitou explicitamente Rajoy à ETA.

Sarkozy se dirigiu ao povo espanhol para garantir que, na luta contra o terrorismo, a França estará a seu lado, e acrescentou que as recentes detenções são bastante importantes para seu país pela relação de algum dos detidos com o assassinato de um policial. EFE