Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Queniano oferece 150 cabeças de gado para se casar com a filha de Obama

"As pessoas podem dizer que estou atrás do dinheiro da família Obama, mas não é o caso. Meu amor é real", explica Felix Kiprono, um jovem advogado

Por Da Redação 27 Maio 2015, 10h29

Acostumado a lidar com negociações intrincadas na política interna e externa, o presidente americano Barack Obama foi surpreendido com uma proposta, no mínimo, ousada. Um advogado do Quênia ofereceu a Obama 150 cabeças de gado em troca de se casar com sua filha mais velha, Malia, noticiou um jornal local nesta terça-feira. Felix Kiprono disse estar disposto a dar 50 vacas, 70 ovelhas e 30 cabras a Obama para realizar seu sonho. “Eu me interessei por ela em 2008”, explica Kiprono ao jornal The Nairobian. Naquele ano, Obama ganhou sua primeira eleição presidencial e Malia tinha apenas 10 anos. “Na verdade, não namorei ninguém desde então e prometi ser fiel. Eu compartilhei isso com a minha família e eles estão dispostos a me ajudar a aumentar a doação”, acrescenta.

Kiprono deseja apresentar seu pedido de casamento a Obama quando o presidente americano estiver no Quênia – terra natal de seu pai – em sua primeira visita oficial ao país, em julho. O jovem advogado também torce para que o “amor de sua vida” esteja acompanhando o presidente americano durante sua estadia no país. A Casa Branca ainda não confirmou se a família de Obama viajará junto, mas a imprensa americana crê que sim, já que o presidente planeja visitar sua avó paterna, que tem mais de 90 anos e vive em Kogelo, no oeste do Quênia.

Leia também

Após petrolão, ‘Forbes’ varre Graça Foster da lista de mulheres mais poderosas

Saiba qual o salário de Obama, Putin, Dilma, Merkel…

“As pessoas podem dizer que estou atrás do dinheiro da família Obama, mas não é o caso. Meu amor é real”, insiste Kiprono. O advogado já faz até planos para a cerimônia de casamento, que seria realizado em uma colina perto de sua cidade natal, e a festa seria regada a mursik, uma bebida à base de leite azedo, tradicional da tribo kalenji, que deu origem à família de Kiprono. Malia poderia levar “uma vida simples”, disse o advogado, complementando que ensinaria a filha de Obama a “ordenhar uma vaca, cozinhar ugali [massa de farinha de milho] e a preparar mursik, como qualquer mulher”.

(Da redação)

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)