Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Quem é Anthony Fauci, o para-raios de Trump na crise da Covid-19

O respeitado imunologista aparece, nos últimos dois meses, ao lado do presidente nas coletivas sobre a pandemia

Por Julia Braun Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 4 jun 2024, 14h40 - Publicado em 8 Maio 2020, 06h00

Se a pandemia criou um herói popular nos Estados Unidos, ele é o médico americano Anthony Fauci, de 79 anos, respeitado imunologista que nos últimos dois meses aparece ao lado de Donald Trump nas coletivas sobre o andamento do combate ao vírus — muitas vezes “reformulando”, diplomaticamente, alguma barbaridade que o presidente tenha pronunciado. À frente da força-tarefa de cientistas que assessora a Casa Branca na crise, Fauci não mede palavras sobre a gravidade do momento, prima pela clareza e cumpre seu papel de voz do bom senso, em contraponto às trapalhadas do governo. Conhe­cido fora da bolha da academia — seu rosto está em memes, camisetas e canecas —, ele conta com um fã-clube no Twitter e, glória das glórias, Brad Pitt em pessoa recentemente o interpretou no humorístico Saturday Night Live (Fauci gostou — “Pitt tem classe”).

Baixinho, elegante, com o sotaque típico dos nova-iorquinos descendentes de italianos, Fauci colhe aplausos a cada correção de declarações dadas pelo chefe. Quando Trump alegou em março que o surto estava sob controle, ele rebateu que o pior ainda estava por vir. Fez pouco da cloroquina, exaltada pelo presidente como medicamento eficaz no tratamento da Covid-19: “As evidências até agora são uma piada”. Atribui-se a ele a postergação da retomada das atividades nos Estados Unidos, que Trump queria para a Páscoa. Por essas e outras, uma pesquisa mostrou que Fauci tem a confiança de três em cada cinco americanos. “Ele exerce a liderança científica de que precisamos neste momento obscuro”, disse a VEJA Michael Merson, ex-diretor do Programa Global para a Aids da Organização Mundial da Saúde.

ASSINE VEJA

Quarentena em descompasso Falta de consenso entre as autoridades e comportamento de risco da população transforma o isolamento numa bagunça. Leia nesta edição ()
Clique e Assine

Diretor do Instituto Nacional de Alergias e Doenças Infecciosas, Fauci vem assessorando as ações da Casa Branca no combate a epidemias ao longo de 36 anos e seis governos — sem jamais deixar escapar suas preferências políticas. Sobressaiu na década de 80, ao aceitar a colaboração de grupos gays em pioneiras pesquisas na busca de tratamento para a aids. Atuou em forças-tarefa contra a Sars, a gripe aviária, a gripe suína, a zika e o ebola. “Seus estudos servem de base para outros países, inclusive o Brasil”, elogia o carioca Bruno Scarpellini, doutor em doenças infecciosas. Casado com uma especialista em bioética, pai de três filhas e com um notório fraco por meias coloridas, Fauci recebeu nesses últimos tempos ameaças de morte, sofreu tentativas de descrédito nas redes por parte de apoiadores de Trump e teve a segurança reforçada. Segue em frente, mais pop que nunca.

Publicado em VEJA de 13 de maio de 2020, edição nº 2686

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.