Clique e assine com até 92% de desconto

Queda de helicóptero dos EUA no Afeganistão: 38 mortos (Otan)

Por David Furst 6 ago 2011, 17h27

Trinta soldados americanos da força da Otan no Afeganistão (Isaf), sete membros das forças especiais afegãs e um intérprete civil foram mortos na queda de um helicóptero no início deste sábado, anunciou a Isaf em um comunicado.

A Otan não fornece outros detalhes sobre seus soldados mortos e sobre as causas da queda, mas a Presidência afegã havia anunciado inicialmente que 31 membros das forças especiais americanas e sete das forças especiais afegãs tinham morrido na queda do helicóptero, abatido por insurgentes talibãs, segundo uma autoridade militar afegã.

É o evento isolado mais mortal para a coalizão desde o início do conflito afegão, no final de 2001.

“Trinta militares da Isaf, um intérprete civil e sete comandos afegãos morreram quando um (helicóptero militar de transporte) CH-47 Chinook caiu no Afeganistão, de manhã cedo” neste sábado, indica a Isaf em um comunicado.

“Todos os militares da Isaf a bordo eram americanos”, indica a coalizão, acrescentando que “uma investigação está sendo realizada para determinar as causas exatas da queda”.

O helicóptero foi abatido pelos insurgentes talibãs, havia indicado antes à AFP o general Abdul Razeq, chefe do comando regional do Exército afegão.

A aeronave caiu na província de Wardak (centro), durante uma operação realizada na noite de sexta-feira para sábado, segundo as autoridades dessa província, na fronteira com a de Cabul, onde os talibãs são numerosos.

Continua após a publicidade
Publicidade