Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Queda de avião militar dos EUA no Afeganistão deixa 11 mortos

Um avião de transporte militar americano caiu nesta sexta-feira no Afeganistão e matou onze pessoas. O acidente ocorre em um momento delicado por causa dos recentes combates entre o Exército afegão, apoiado pelos Estados Unidos, e os talibãs pelo controle da cidade de Kunduz. A queda do avião militar foi comemorada pelos talibãs. O C-130 caiu por volta da meia-noite próximo do aeroporto de Jalalabad, importante cidade do leste do país, perto da fronteira com o Paquistão.

Todas as pessoas a bordo morreram – seis militares americanos e cinco funcionários terceirizados de empresas privadas -, disse o coronel americano Brian Tribus. Ainda não há uma explicação para as causas do acidente. Os talibãs, que reivindicam com frequência e sem provas a autoria dos acidentes aéreos no Afeganistão, anunciaram que derrubaram a aeronave. No entanto, o major americano Tony Wickman disse que “um ataque inimigo não contribuiu para o acidente”.

Leia também

Governo afegão anuncia retomada de Kunduz e morte de 150 talibãs

Otan reforça forças afegãs contra talibãs na batalha por Kunduz

EUA e tropas afegãs tentam retomar a cidade de Kunduz

Os funcionários terceirizados trabalham para a nova missão da Otan no Afeganistão “Apoio Resoluto”, responsável por treinar assessorar as tropas afegãs, que passaram a enfrentar sozinhas a rebelião talibã desde o fim da missão de combate das forças da coalizão em dezembro do ano passado. A aliança militar ocidental mantém apenas 13.000 soldados no Afeganistão, incluindo 10.000 americanos. Jalalabad está no caminho entre Cabul e o Paquistão. O aeroporto local, onde fica uma importante base militar, já foi atacado diversas vezes.

(Da redação)