Quatro mortos e 60 feridos em atentado na capital do Quênia

Por Stringer - 10 mar 2012, 18h16

Ao menos quatro pessoas morreram e 60 ficaram feridas neste sábado à noite no Quênia em uma série de explosões criminosas em uma estação de ônibus próxima ao centro da capital, Nairóbi, anunciou a polícia queniana.

“Podemos confirmar que três pessoas morreram”, disse um porta-voz adjunto da polícia queniana, Charles Owino, que falava à imprensa no local do ataque.

Uma quarta pessoa, que estava ferida, morreu esta noite, informou Simon Ithai, porta-voz do principal hospital da capital.

“Cinquenta e nove pessoas entraram (no hospital), oito delas em estado crítico”, completou Ithai.

Publicidade

O atentado foi cometido por militantes do movimento islâmico somali Shebab, afirmou uma autoridade policial.

“Foi um ato covarde cometido por elementos do Shebab, mas não vamos nos intimidar. Seguiremos a guerra para livrar o exército queniano dos Shebab na Somália”, declarou à imprensa Charles Owino, porta-voz adjunto da polícia queniana.

É o primeiro ataque em Nairóbi desde outubro do ano passado, quando dois atentados com granadas em menos de 24 horas deixaram um morto e mais de 30 feridos.

Um jovem queniano simpatizante dos islamitas somalis Shebab foi detido pouco depois, e foi condenado ao assumir sua participação nos atentados.

Publicidade

O Shebab ameaçou em várias ocasiões realizar ataques de represália contra o Quênia, uma vez que este país enviou suas tropas para a fronteira com a Somália em meados de outubro para combater o grupo.

Publicidade