Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Putin vence eleições presidenciais com 63,60% dos votos

Moscou, 5 mar (EFE).- O primeiro-ministro da Rússia, Vladimir Putin, venceu as eleições presidenciais realizadas no domingo com 63,60% dos votos, informou nesta segunda-feira a Comissão Eleitoral Central (CEC).

Putin, que exercerá o cargo de presidente russo durante os próximos seis anos, obteve o respaldo de 45,6 milhões de eleitores. Com isso, o premiê, que já presidiu o Kremlin por oito anos (entre 2000 e 2008), garantiu o triunfo eleitoral já no primeiro turno.

Putin, que disse na noite de domingo que tinha vencido as eleições em uma ‘luta aberta e limpa’, ordenou a investigação de todas as possíveis infrações registradas durante a votação.

O líder russo fez estas declarações ao se reunir com três dos quatro candidatos que enfrentou no domingo: o multimilionário Mikhail Prokhorov, o ultranacionalista Vladimir Jirinovski e o social-democrata Sergei Mironov.

O grande ausente foi o candidato comunista, Gennady Ziugánov, que se negou a comparecer após afirmar na véspera que não reconheceu as eleições ‘como limpas, justas e honestas’.

O ganhador das eleições destacou que a instalação das câmeras de internet em quase todos os colégios eleitorais tinha sido um mecanismo muito eficaz para garantir a limpeza das eleições presidenciais.

‘Precisamente, eu fui o iniciador da instalação das câmeras. Acredito que não foram 100%, mas em grande medida cumpriram seu papel e aumentaram a transparência do processo’, disse.

Putin, de 59 anos, deveria assumir o cargo em maio das mãos de seu antecessor, Dmitri Medvedev, a quem proporá ser chefe do Governo.

Ziugánov foi o segundo candidato mais votado com 17,18% das cédulas ou pouco mais de 12 milhões de votos, segundo os dados da CEC.

O terceiro posto corresponde ao multimilionário Mikhail Prokhorov (7,98%), considerado uma das grandes surpresas da campanha presidencial russa por ser um candidato sem experiência política.

O ultranacionalista Vladimir Jirinovski, que participou de várias eleições presidenciais nos últimos 20 anos, foi o quarto colocado com 6,22% dos votos.

Enquanto isso, o social-democrata Sergei Mironov, antigo presidente do Senado, foi o quinto e último com 3,85% dos votos emitidos.

Cerca de 110 milhões de russos foram convocados às urnas nestas eleições que começaram na meia-noite do sábado para domingo no extremo oriente russo e terminaram às 21 horas no enclave báltico de Kaliningrado. EFE