Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Putin pede cooperação pragmática a Trump em mensagem de ano-novo

Investigação sobre a possível interferência russa na eleição presidencial de 2016, da qual Trump saiu vitorioso, criou tensão entre os dois países

O presidente russo Vladimir Putin pediu uma “cooperação pragmática voltada para uma perspectiva de longo-prazo” em um telegrama de ano-novo enviado ao presidente americano Donald Trump.

Segundo o jornal britânico The Independent, o Kremlin informou em um comunicado sobre as mensagens de feliz ano-novo a  líderes mundiais que Putin disse a Trump que “um diálogo construtivo entre Rússia e Estados Unidos é especialmente necessário para fortalecer a estabilidade estratégica no mundo”.

O presidente russo também afirmou que o “respeito mútuo” deveria ser “a base para o desenvolvimento de relações” entre os dois países, segundo o comunicado.

Rússia e Estados Unidos tem enfrentado diversas dificuldades diplomáticas nos últimos anos. A anexação da Crimeia pela Rússia em 2014, a investigação sobre a possível interferência russa nas eleições presidenciais americanas de 2016 e a troca de ordens de redução de suas representações diplomáticas são alguns dos episódios que criaram tensão entre as duas potências.

Veja também

Síria

O presidente russo também enviou uma mensagem de ano-novo ao ditador sírio Bashar Assad, na qual prometeu “continuar a dar assistência à Síria na proteção de sua soberania estatal, união e integridade territorial”.

No início deste mês, Putin ordenou o início da retirada das forças russas do território sírio, mas afirmou que iria manter a base aérea de Hmeymim, na província de Latakia, assim como sua bse naval em Tartous “de forma permanente”.

A Rússia lançou sua primeira ofensiva na Síria em setembro de 2015. Sua participação no conflito apoiando Assad foi a maior intervenção russa no oriente médio em décadas.