Clique e assine com até 92% de desconto

Putin encontra Le Pen e nega que Rússia tente influenciar eleição

O presidente russo alegou que se propõe a conversar com "todas as forças políticas", sem escolher preferidos

Por Da redação 24 mar 2017, 11h54

O presidente russo Vladimir Putin, recebeu no Kremlin, nesta sexta-feira, a candidata da Frente Nacional à Presidência francesa, Marine Le Pen, que está em viagem a Moscou. Acusado por serviços de inteligência internacionais de tentar influenciar eleições pelo mundo, Putin aproveitou para negar qualquer intenção de interferir no pleito francês, marcado para abril.

“De nenhuma maneira queremos influenciar nos eventos, mas nos reservamos ao direito de falar com os representantes de todas as forças políticas, como também fazem nossos parceiros na Europa e Estados Unidos”, afirmou Putin, na defensiva sobre suposições de que apoia a extrema-direita europeia. “A Rússia dá grande importância a suas relações com a França e tratamos de mantê-las iguais tanto com representantes do atual governo como da oposição”, acrescentou o líder do Kremlin, segundo agências russas.

  • A política francesa chegou nesta manhã a Moscou, a convite de um deputado russo, para um encontro com parlamentares. A conversa com Putin, porém, não estava confirmada previamente na agenda oficial e surpreendeu a imprensa russa. “Seria muito interessante dividir nossa opiniões sobre as relações bilaterais e a situação que se desenvolve na Europa”, disse o russo a Le Pen. “Eu sei que você representa uma força política europeia que está crescendo rapidamente”, acrescentou.

    A líder da Frente Nacional, por sua vez, comentou que França e Rússia mantêm importantes laços culturais, econômicos e estratégicos e afirmou que o contato com o presidente russo é importante perante à ameaça mundial do terrorismo. “Seria útil trocar informações de inteligência entre os nossos países”, disse Le Pen.

    (Com EFE)

    Continua após a publicidade
    Publicidade