Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Putin desembarca no Oriente Médio para discutir petróleo, Gaza e Ucrânia

Escoltado por caças, presidente russo tem encontros marcados com MBS e outros líderes regionais

Por Da Redação
6 dez 2023, 11h10

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, foi escoltado ao Oriente Médio por quatro caças russos nesta quarta-feira, 6, para uma rara viagem ao exterior. Ele vai se encontrar com o príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Mohammed bin Salman, conhecido pela sigla MBS, para discutir a produção de petróleo e a OPEP+.

Putin e MBS se encontram depois que os preços do petróleo caíram, apesar da promessa da OPEP+, que agrupa a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) e aliados liderados pela Rússia, de reduzir ainda mais a produção. Porém, não ficou claro o que presidente russo, que raramente deixou o país desde o início da guerra na Ucrânia, pretende abordar especificamente em sua primeira viagem a região desde julho de 2022.

‘Querido amigo’

O avião do presidente foi flanqueado por caças Sukhoi-35S, que o Ministério da Defesa mostrou voando ao lado de sua aeronave da Rússia até os Emirados Árabes Unidos. Em Abu Dhabi, o presidente xeique Mohammed Bin Zayed Al Nahyan chamou Putin de seu “querido amigo” e os jatos dos EAU saudaram o chefe do Kremlin com um sobrevoo usando as cores da bandeira russa.

“As nossas relações, em grande parte devido à sua posição, atingiram um nível sem precedentes”, disse Putin ao xeique. “Os Emirados Árabes Unidos são o principal parceiro comercial da Rússia no mundo árabe.”

Continua após a publicidade

Putin disse que a Rússia e os Emirados Árabes Unidos cooperaram como parte da OPEP+, cujos membros extraem mais de 40% do petróleo mundial, acrescentando que discutiriam o conflito Israel-Hamas e a guerra na Ucrânia.

Visita à Arábia Saudita

Depois dos Emirados Árabes Unidos, Putin deve viajar para a Arábia Saudita para o seu primeiro encontro presencial com MBS desde outubro de 2019. O Kremlin disse que, além do petróleo, os líderes devem falar sobre a guerra entre Israel e os militantes do Hamas, a situação na Síria e no Iêmen e questões como garantir a estabilidade no Golfo.

A Arábia Saudita e a Rússia controlam um quinto do petróleo bombeado diariamente e mantém relações próximas. MBS tem procurado reafirmar a Arábia Saudita como uma potência regional com menos dependência para com os Estados Unidos, que fornece a Riad a maior parte das suas armas.

Continua após a publicidade

Já Putin continua sua tentativa de cortejar aliados em todo o Médio Oriente, África, América Latina e Ásia em meio de tentativas ocidentais de isolar Moscou.

Divergências na OPEP+

Riad e Moscou precisam de preços elevados para o petróleo, que é a força vital das suas economias. A questão para ambos é saber quanto do fardo cada um deverá assumir para manter os preços elevados e como verificar o que está sendo feito.

A OPEP+ atrasou a sua reunião no mês passado por vários dias devido a divergências sobre os níveis de produção. O ministro da Energia da Arábia Saudita disse que a OPEP+ também queria mais garantias de Moscovo de que cumpriria a sua promessa de reduzir as exportações de combustíveis.

Continua após a publicidade

As relações entre a Arábia Saudita e a Rússia na OPEP+ têm sido por vezes difíceis e um acordo sobre cortes quase fracassou em março de 2020. Porém, os dois conseguiram restabelecer as suas relações em semanas e a OPEP+ concordou em registar cortes de quase 10% da procura global.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.